Como foi dirigir o Ka Trail, o compacto aventureiro da FORD | We Fashion Trends
Automobilismo

Como foi dirigir o Ka Trail, o compacto aventureiro da FORD

30 de março de 2017

deisi remus ka trail

Esta semana tive a oportunidade de fazer uma press trip com a FORD para conhecer e testar o o novo compacto aventureiro deles, o Ka Trail.

Esse lançamento veio como uma nova opção do tão famoso Ka, mas para quem busca um carro mais misto, onde une momentos de off road e o uso comum no dia a dia da cidade. Para ficar assim, o carro sofreu algumas alterações tanto em design como de engenharia, tudo para deixar ele com essa pegada mais aventureira.

Ford-Ka-Trail

Mas vale dizer que o carro não é off road clássico, mas ele consegue se sair super bem em diversos ambientes como terrenos ingrimes, com lama ou riachos.

O Ka Trail ficou marcado pelo porte elevado, devido a altura do solo ampliada em 3,1 cm (agora com 20 cm), aumentando a sua capacidade de imersão e de superar obstáculos, associado aos pneus Pirelli ATR 185/65 R15, de uso misto (50% em estrada e 50% fora de estrada), que rodam bem tanto no asfalto como na lama.

KaTrail-Ford

As modificações na suspensão incluem novas molas e amortecedores dianteiros e traseiros, barra estabilizadora dianteira maior, eixo traseiro mais rígido e novos coxins do motor com amortecimento hidráulico. Os amortecedores cresceram em tamanho e carga para melhorar o isolamento de impactos e asperezas. Os freios ABS também foram recalibrados e recertificados, assim como a direção elétrica.

Detalhe-roda-faixa-trail

Ele também recebeu rodas de liga leve de 15 polegadas na cor cinza Magnetic, faixas esportivas nas laterais e traseira, rack de teto, molduras nas caixas de rodas, faróis de neblina, maçanetas e retrovisores na cor cinza Londres, apliques nos para-choques e lanternas traseiras fumê. A cabine vem com bancos especiais de couro sintético e tecido, pedais de alumínio, soleira protetora na porta e tapetes personalizados.

Equipamentos de série do Ka Trail

Ka-Trail-interior

Como os demais modelos da linha, o Trail vem de série com ar-condicionado, direção elétrica, travas elétricas, vidros elétricos dianteiros, abertura elétrica do porta-malas e direção com ajuste de altura. Tem também som MyConnection dotado de comando de voz e Bluetooth, compartimento para o celular no painel MyFord Dock, banco traseiro bipartido (60/40), cintos de segurança de três pontos e apoios de cabeça para os cinco ocupantes.

O Ka Trail equipado com o motor 1.0 TiVCT Flex de três cilindros, de 85 cv, e a versão 1.5 Sigma Flex, de 110 cv, contam com a tecnologia eletrônica Easy Start e traz vários aprimoramentos para a redução de atrito e eficiência, com padrão A de economia de combustível.

Os dois motores trazem a transmissão manual IB5 de cinco marchas.

Como foi dirigir o Ka Trail

ford ka trail deisi remus

Não tivemos a oportunidade de testar o carro em diversos terrenos, fizemos o trajeto na praia do Guarujá e passamos por muitas ruas com buracos, o que deu para testar um pouco da suspensão do carro, que se mostrou bem eficiente.

Um ponto que me chama a atenção é o visual do carro, e o do Ka Trail não passa desapercebido, pois têm essa pegada esportiva e bem jovem!

Um ponto negativo, na minha opinião, é o motor 1.0, que deixou o carro bem fraco, demorando para responder as aceleradas que dava. Outra coisa que senti falta foi dos equipamentos de mídia, achei o modelo interno bem básico, mas segundo o Gerente de Marketing da Ford, Fernando Pfeiffer, a estratégia foi desenvolver um carro que combine com os jovens mais modernos e aventureiros, que dispensam alguns acessórios no carro, visando ser uma opção mais acessível. Ele disse na apresentação que “essa diferença no valor – frente a alguns concorrentes – faz com que o cliente possa usar esse dinheiro, por exemplo, para comprar um smartphone top de linha e usar no lugar de uma tela display… Mas se ele quiser mesmo uma central multimídia, a Ford oferece como opcional.”

O Ka Trail será oferecido em quatro opções de cores: as sólidas vermelho Arpoador, preto Ebony e branco Ártico, além da metálica prata Dublin. Ele chega às concessionárias em abril, a partir de R$ 47.690 na versão 1.0 e R$ 51.990 com motor 1.5.



Você também vai gostar

Comente com o seu perfil do Facebook:



Sem Comentários

Comentários