Whole 30: a nova dieta que é sucesso nos EUA e muda seus hábitos em 30 dias | We Fashion Trends
Alimentação Saúde

Whole 30: a nova dieta que é sucesso nos EUA e muda seus hábitos em 30 dias

20 de outubro de 2016

whole-30-nova-dieta

O mais novo best-seller dos Estados Unidos propõe um desafio de apenas 30 dias para você descobrir os alimentos que combinam e os que não combinam com o seu organismo.

Apenas 30 dias são o suficiente para você estabelecer e ter uma relação mais saudável com a comida. Essa promessa vem do mais novo livro de sucesso nos Estados Unidos, o Whole 30.

Porém, nessa dieta, todos os alimentos industrializados e os naturais que apresentam potencial alergênico devem ficar fora do cardápio. Ou seja, esqueça por um mês do açúcar, iogurte e seus derivados e até mesmo dos grãos.
Esse cardápio é muito parecido com a dieta Paleolítica (que é baseada na proteína animal, gorduras boas e carboidratos vindos apenas de verduras e raízes), porém o real objetivo é outro: é investigar tudo o que possa estar inflamando as suas células e, consequentemente, minando sua energia e sua saúde.

Ter uma alimentação com muitos produtos industrializados nos expõe a vários itens alergênicos que atrapalham o funcionamento pleno do nosso organismo. E a gente se acostuma com isso – atribui aquela dor articular ao exercício malfeito, o sono ruim ao stress e o inchaço a algo normal na nossa vida, porém isso não é normal.

O que não pode comer na dieta Whole 30?

Grãos: até mesmo os integrais ficam de fora: eles aumentam a compulsão, além de prejudicar o intestino e inflamar o organismo. Nessa lista negra entram trigo, centeio, cevada, aveia, milho, arroz, quinua, sorgo, amaranto.

Legumes: por conterem fatores antinutricionais, eles podem piorar o estado nutricional do organismo. Portanto, não coma feijão, ervilha, grão-de-bico, lentilha e amendoim. Nada de manteiga ou pasta de amendoim, soja e derivados (molho de soja, missô, tofu, tempeh, edamame) e todos os produtos com lecitina de soja no rótulo.

Leite e seus derivados: o corpo humano não foi feito para tomar leite depois de adulto. O leite além de ter proteínas alergênicas, algumas substâncias presentes no leite provocam o aumento da insulina, o que pode aumentar o risco de diabetes, obesidade e até doenças piores, como o câncer. Ficam proibidos leite de vaca, de cabra ou produtos lácteos de ovelha (creme de leite, por exemplo), queijo, kefir e iogurte (ghee, manteiga clarificada, é exceção).

Açúcar: o açúcar é um alimento sem nenhum valor nutricional e que promove a sensação de prazer e recompensa. Ele pode provocar alterações metabólicas, como a síndrome do ovário policístico. Fica fora o açúcar puro ou adicionado de qualquer espécie (mascavo, demerara), assim como mel, agave e adoçantes (nem mesmo os naturais, como estévia, xilitol e eritritol).

Álcool: além do efeito neurotóxico, o álcool é muito calórico e induz a escolhas alimentares inadequadas. Evite usar as bebidas alcoólicas como vinho, conhaque, saquê, cerveja até mesmo no preparo de receitas.

o-que-pode-e-o-que-nao-pode-comer-na-dieta-whole-30

O que pode comer na dieta Whole 30?

Durante os 30 dias, você pode comer carne, frutos do mar, ovos, vegetais, algumas frutas e gorduras saudáveis.

Você pode incluir na sua lista de compras:
Proteínas
Coma a vontade: peixes e frutos do mar, carne vermelha, carne branca, ovo, carnes processadas artesanais (bacon, salsicha e frios não industrializados).

Vegetais
Coma a vontade: abóbora, acelga, abobrinha, agrião, aspargo, alface, alho-poró, brócolis, beterraba, cará, cebola, cenoura, couve, couve-flor, couve-de-bruxelas, erva-doce, espinafre, inhame, pepino, pimentão, repolho, rúcula, tomate.
Consumo moderado: alcachofra, batata-doce, berinjela, brotos, quiabo, cogumelos, ervilha-torta, mandioquinha, salsão, vagem, rabanete.

Frutas
Coma a vontade: melão, mirtilo, morango, kiwi, cereja, amora, ameixa, abacaxi.
Consumo moderado: uva, tangerina, pera, pêssego, melancia, laranja, limão, maçã, mamão, manga, figo, frutas secas.

Gorduras
Para cozinhar: azeite, óleo de coco, azeite extravirgem. À vontade: abacate, coco (polpa, leite e óleo) azeitona, castanha de caju.

E aí, o que vocês acharam dessa nova dieta?

Você também vai gostar

Comente com o seu perfil do Facebook:



Pinterest