55% das brasileiras não gostam de menstruar todo mês, segundo pesquisa | We Fashion Trends
Comportamento Saúde Saúde da Mulher

55% das brasileiras não gostam de menstruar todo mês, segundo pesquisa

12 de dezembro de 2017

mulher irritada de braços cruzados deitada na cama

Nós mulheres sofremos muito com a menstruação. Para algumas é apenas um desconforto, para outras é motivo até de atestado por conta das fortes dores. Porém, uma recente pesquisa do Datafolha, realizada pela Febrasgo (Federação Brasileira das Associações de Ginecologia e Obstetrícia), acaba de revelar que o sonho de metade delas é poder ter um controle maior sobre essa “obrigação mensal”.

Segundo a entrevista realizada com 2.004 mulheres de oito capitais (Belo Horizonte, Brasília, Curitiba, Porto Alegre, Recife, Rio de Janeiro, Salvador e São Paulo), entre 18 aos 35 anos, 89% se sentiriam confortáveis em poder decidir quando menstruar.

Ainda em números, dos 85% de mulheres que menstruam mensalmente, as reclamações foram:

– 4% declarou que atrapalha a rotina;
– 7% reclamou do excesso da quantidade de fluxo;
– 20% disse que fica em um grau altíssimo de irritação;
– 46% não gosta porque sente muita cólica;
– 52% ficam muito incomodadas com o desconforto.

Situações que elas mais odeiam

Além de tudo o que foi mencionado acima, o estudo se aprofundou ainda mais e descobriu que o que faz as mulheres pegarem “ranço” do período em que estão menstruadas é não conseguirem, em paz: ir à piscina ou praia (68%), transar (57%), fazer exercícios físicos ou esportes (44%), frequentar eventos sociais (30%).

Por outro lado

– 89% se sentiria melhor se pudesse decidir quando fosse menstruar;
– 45% declarou gostar porque se sente mais saudável;
– 39% está muito conformada e acha que é algo natural;
– 25% recebe como um alívio, pois é sinal de que não há gravidez à vista;
– 10% vê o processo como um “detox” do corpo.

Como interromper a menstruação

A pesquisa foi bem mais a fundo e ainda coletou informações dos 15% que não menstruam todo mês, querendo saber as principais razões para isso. Entre elas, 9% o fazem por conta da aplicação de injeção hormonal, 10% pela existência de miomas, ovários policísticos ou cistos, 11% devido ao fato de o ciclo ser irregular, 17% pelo uso de pílula ininterruptamente e 32% por serem adeptas de medicamentos para não menstruar.

Ainda não acabou!

Veja também: Conheça quais são as cirurgias plásticas mais realizadas no Brasil

Vem com a gente!

No nosso Pinterest tem mais!



Você também vai gostar

Comente com o seu perfil do Facebook:



Sem Comentários

Comentários