7 passeios imperdíveis para fazer em Boa Vista, capital de Roraima | We Fashion Trends
Viagem

7 passeios imperdíveis para fazer em Boa Vista, capital de Roraima

15 de dezembro de 2020

Igreja-Nossa-Senhora-do-Carmo-de-Rio-Branco

Roraima é um dos estados brasileiros que compõem a Amazônia Legal, sendo o único localizado no hemisfério norte, acima da linha do Equador, que cruza suas terras, faz fronteira com a Venezuela e Guiana, e com a maior população indígena do país.

A capital Boa Vista é a porta de entrada do estado, com temperatura média de 28ºC e grande umidade que vem da floresta, tem sua cultura formada pela mistura de nortistas e indígenas e certa influência europeia. A cidade teve início em 1890, tendo sido projetada por inspiração nas ruas e avenidas de Paris.

O que vale muito a pena conhecer na cidade:

1. Orla Taumanan

Um grande píer construído às margens do Rio Branco, ao lado do centro histórico, com plataformas suspensas. Na orla, há palcos para shows e quiosques que servem pratos e porções da gastronomia local.

Quase ao lado do Monumento aos Pioneiros está a Casa Petita Brasil, que pertenceu ao Coronel Theodoro Barreto, uma das primeiras famílias a chegar no Vale do Rio Branco, quando a região ainda pertencia à Província do Grão-Pará. O prédio em estilo neoclássico fundado em 1888 foi tombado pelo Patrimônio Histórico Municipal por representar um marco na história de Boa Vista.

Orla-Taumanan-roraima-boa-vista

2. Praça das Águas

Inaugurada em 2000, é um espaço de lazer, com chafarizes iluminados e praça de alimentação com comida regional. No local tem também o Centro de Artesanato Velia Coutinho, com produtos feitos pelos artesãos do estado. No meio da praça foi construído o Portal do Milênio para celebrar a passagem para o segundo milênio da humanidade.

Praça-das-Águas-roraima

3. Praia Grande

Praia de água doce com extensa faixa de areia, que se forma na margem oposta do Rio Branco durante o período de seca, entre outubro e março. É um passeio muito bonito, onde a travessia tem que ser feita de barco. No local há ótima infraestrutura, com aluguel de caiaques, stand up e equipamentos para kit-surf.

Roraima-Praia-Grande

4. Parque Ecológico Bosque dos Papagaios

Localizado no bairro Paraviana, são 12 hectares que abrigam animais silvestres e várias espécies de aves amazônicas como a arara vermelha, canindé, papagaios, entre outras. O parque funciona de segunda à sexta, das 8h às 12h e das 14h às 18h, e nos sábados e domingos, das 14h às 18h.

Parque-Ecológico-Bosque-dos-Papagaios-roraima

5. Praça do Centro Cívico

Está no coração da cidade, onde fica localizada a sede do Governo Estadual, o Palácio Senador Hélio Campos, o Palácio da Cultura, a Assembleia Legislativa, Catedral Cristo Redentor e o Tribunal de Justiça. E bem no centro da Praça, o Monumento ao Garimpeiro, homenagem aos áureos tempos desta atividade, nos idos dos anos 80 e 90.

Praça-do-Centro-Cívico-roraima

6. Centro Histórico

Caminhar pelo centro histórico é poder descobrir um pouco da Boa Vista antiga e visitar locais como: Meu Cantinho – um bar que pode passar desapercebido aos olhos do turista, mas com grande importância histórica. A casa era sede da Fazenda Boa Vista do Rio Branco, onde nasceu a cidade de Boa Vista. Assim como a Casa da Cultura e a Casa das Doze Portas, construções bem antigas.

centro-historico-roraima-turismo

7. Igreja Nossa Senhora do Carmo de Rio Branco

Começou a ser construída no ano de 1892 em homenagem a santa padroeira dos padres carmelitas. Em 1909 foi elevada a prelazia pelos padres Beneditinos que iniciaram a reforma com características arquitetônicas germânicas.

Igreja-Nossa-Senhora-do-Carmo-de-Rio-Branco




Você também vai gostar

Comente com o seu perfil do Facebook:

Sem Comentários

Comentários

COMO FAZER O AUTOEXAME DAS MAMAS