Ácido glicólico, o ativo antienvelhecimento ideal para sua pele | We Fashion Trends
Beleza Pele Produtos de Beleza Tratamentos de beleza

Ácido glicólico, o ativo antienvelhecimento ideal para sua pele

15 de dezembro de 2020

acido-glicolico

Graças ao seu poder esfoliante, hidratante, anti-rugas e anti-manchas, o ácido glicólico é um dos melhores princípios ativos anti-envelhecimento dedicados à pele. Descubra seus benefícios.

O ácido glicólico (também conhecido como ácido hidroxiacético) é o menor dos alfa-hidroxiácidos (ou AHAs), que são os ácidos glicólico, lático, málico, cítrico e tartárico. É derivado da cana-de-açúcar, da uva ou até do abacaxi e de vegetais como beterraba e alcachofra, mas também pode ser sintético. Além disso, é nesta forma que é mais frequentemente utilizado em cosméticos, em particular para reduzir o seu pH.

O ácido glicólico também é o mais conhecido dos ácidos de frutas, pois seu baixo peso molecular permite que ele penetre em todas as camadas da pele, tornando suas propriedades mais eficazes e seus resultados visíveis rapidamente. Seu principal ativo? É bem tolerado por todos os tipos de pele: normal, mista a oleosa e até ligeiramente sensível ou madura. 

O ácido glicólico é um ativo ceratolítico, ou seja, quando em contato com o estrato córneo (camada superficial da epiderme) e mais especificamente com a queratina, consegue eliminar as células mortas. Um fenômeno que acelera o processo de descamação natural. Com isso, melhora consideravelmente a qualidade da pele de quem o utiliza. A tez fica macia, lisa, tonificada, luminosa e uniforme. Ao contrário do esfoliante mecânico, não é necessário massagear a pele tonicamente para remover as células mortas.

O que é um peeling de ácido glicólico?

Um peeling de ácido glicólico é um tratamento de esfoliação química de alfa-hidroxiácido (AHA). É conhecido por melhorar a saúde e a aparência da pele, melhorando seu tom, textura e aparência geral.

peelig-acido-glicolico

Os benefícios de se submeter a um peeling glicólico incluem:

  • Reduz a hiperpigmentação
  • Tom de pele tonificado
  • Suaviza linhas finas e rugas
  • Mais brilho à pele

As propriedades do ácido glicólico

1. Remove as células mortas e promove a regeneração celular para dar à pele uma aparência mais lisa, destruindo o “cimento” intercelular que conecta as células. Ao penetrar facilmente nas camadas profundas da derme, promovendo a renovação das células.

2. Ao esfoliar a epiderme e, assim, estimular a renovação da pele, este ativo é o aliado da pele danificada pelos raios ultravioleta do sol ou marcada pelos efeitos nocivos do tabaco. Na verdade, ao estagnar na superfície do rosto, essa pele morta tende a prejudicar a pele. Também ajuda a reduzir pequenas cicatrizes deixadas por acne, por exemplo.

3. Possui ação antimanchas, seja por raios UV, acne ou mesmo envelhecimento. Um resultado devido, novamente, ao seu impacto na renovação celular, mas não só. Na verdade, quando o ácido glicólico penetra nas camadas profundas da pele, é capaz de inibir o excesso de produção de melanina e regular a ação das células para que os pigmentos que causam as manchas não marquem a pele. 

Um estudo também mostrou que a aplicação de um tratamento concentrado de ácido glicólico a 5% reduziria os efeitos do fotoenvelhecimento.

4. A ação do ácido glicólico na derme também auxilia na suavização das rugas por estimular a síntese de colágeno e elastina, responsáveis pela malha da pele. No entanto, uma pele rica em colágeno e elastina (cuja produção natural é reduzida e tem pior qualidade com o tempo) significa uma pele mais firme e lisa!

5. Outra vantagem do ácido glicólico: sua capacidade de regular a produção de sebo na epiderme. Também é muito eficaz para fechar os poros e refinar a textura da pele. Resultado, pele menos brilhante e oleosa na superfície, maquiagem que fixa melhor.

6. Graças ao seu tamanho microscópico, o ácido glicólico consegue penetrar sem dificuldade em todas as camadas da pele e promover a absorção dos produtos aplicados a partir daí. Graças à renovação celular induzida pelo princípio ativo, a sua pele estará mais bem preparada para absorver os princípios ativos que promovem a hidratação (ácido hialurônico), a prevenção da oxidação (vitamina C) ou mesmo vitaminas e minerais … retinol (vitamina A), que não combina bem com o ácido glicólico. Nisso, mantém a pele macia e flexível, perfeitamente rechonchuda e tonificada, pois sua perda insensível de água é mínima ao longo do dia. Além disso, você precisará saber mais sobre o assunto.

acido-glicolico-como-usar

Em quais tratamentos encontro o ácido glicólico?

É facilmente encontrado em uma lista do INCI, onde é indicado pelo termo inglês “glycolic acid”. Um ingrediente ativo de referência em peelings dedicados a melhorar o brilho e a harmonia da pele, o ácido glicólico também é encontrado em soluções esfoliantes ou loções, soros ou cremes noturnos direcionados como produtos para pele oleosa ou destinados a aumentar brilho da tez. Existem até tratamentos corporais à base de AHA, como o ácido glicólico, que ajudam a suavizar e suavizar o corpo. Devem ser usados diariamente para obter melhor qualidade de pele. 

Quer alcançar um verdadeiro efeito anti-envelhecimento? Consulte um médico especialista, que pode fazer um peeling dermatológico com resultados bem mais visíveis (a concentração de ácido glicólico neste tipo de prática pode chegar a 90%), pois atuam muito mais em profundidade. 

acidos-que-sao-bons-para-a-pele

Existem contra-indicações para o ácido glicólico?

Como todos os ácidos existentes, o ácido glicólico pode ser irritante para a pele, especialmente se for mal utilizado e / ou escolhido incorretamente. Daí a importância de tomar o máximo de precauções antes de começar. Você pode sentir uma sensação de formigamento durante o uso, o que é bastante normal. Por outro lado, uma sensação de queimação intensa não é comum e deve levá-lo a remover rapidamente o tratamento com água limpa.

Se você tem tendência a reações cutâneas como vermelhidão, ardor, alergias, siga seu caminho e prefira um ácido mais leve, como o BHA.

acidos-cuidado-com-a-pele

Como escolher seu peeling de ácido glicólico?

Um peeling de ácido glicólico é ideal para limpar a pele em apenas alguns minutos. Na verdade, esse ácido de fruta dissolve a cola intercelular que conecta as células mortas entre si e com o resto da epiderme, deixando-a lisa e macia. Eliminar a pele morta também ajuda a revitalizar e impulsionar a regeneração celular, para um rosto que recupera o tom e o brilho.

Existem diferentes tipos de peelings, que se destacam pela concentração de ácido glicólico. É simples, quanto mais concentrados em ativos, mais eficientes e atuam em mais profundidade. Assim, encontramos peelings bastante suaves com 4 a 10% de ácido glicólico, voltados para peles jovens e / ou sensíveis. Com menos de 5%, o efeito será principalmente hidratante. Além disso, sua ação desintoxicante terá um bom efeito no esplendor da pele ou nas rugas emergentes. Os peelings mais poderosos contêm cerca de 15 a 20% de ácido glicólico. Eles são particularmente úteis para tratar marcas de acne ou manchas senis, bem como rugas profundas.

Você é novo no uso de peelings de ácido glicólico? Melhor prevenir do que remediar, optando por uma versão light. Então, se sua pele tolerar, aumente gradualmente a concentração para obter mais resultados. Não hesite em consultar um dermatologista antes de usar um peeling de ácido glicólico altamente concentrado.

acidos-para-a-pele

Qual é o uso correto de um peeling de ácido glicólico?

Primeiro, certifique-se de que sua pele é saudável e forte o suficiente para resistir. Para isso, escolha uma fórmula em que o ácido glicólico não seja muito concentrado.

Depois que sua pele estiver completamente limpa, tudo que você precisa fazer é fazer o peeling. Aplique o material na pele com as pontas dos dedos ou com um pincel de cerdas sintéticas. Tenha cuidado, evite áreas ao redor dos olhos e da boca, muito sensíveis para resistir a um peeling sem a intervenção de um cosmético. Deixe agir pelo tempo indicado na embalagem e enxágue bem as mãos.

Por fim, enxágue o rosto com água limpa antes de aplicar um hidratante muito rico e reconfortante. Você ficará feliz em descobrir que os resultados de um peeling de ácido glicólico são perceptíveis logo depois de serem aplicados na pele.

beneficios-peeling-pele-acido

Quais são os cuidados a serem tomados após um peeling de ácido glicólico?

De preferência, faça o seu peeling de ácido glicólico ao entardecer e fora de épocas de muito sol, pois este ativo é fotossensibilizante. Ainda use proteção solar na pele no dia seguinte. Na verdade, sua pele enfraquecida não resistiria à exposição aos raios ultravioleta.
Se não vale a pena esfoliar demais a pele, correndo o risco de sensibilizá-la – considere usar o peeling regularmente para obter um resultado anti-envelhecimento visível. Mas atenção, quanto mais concentrado e com baixo pH (tornando o tratamento ácido), mais espaço será necessário entre as sessões de esfoliação!

Último cuidado a tomar: evite combiná-lo com cosméticos irritantes como os à base de ácido retinóico (vitamina A).

Para ler também:
Como tirar manchas da pele: Veja os melhores tratamentos
Guia de ácidos para cuidar da pele: conheça os benefícios de cada um




Você também vai gostar

Comente com o seu perfil do Facebook:

Sem Comentários

Comentários

COMO FAZER O AUTOEXAME DAS MAMAS