Batom preto: como usar e curiosidades que você não conhecia | We Fashion Trends
Sem categoria

Batom preto: como usar e curiosidades que você não conhecia

17 de maio de 2019

batom-preto-como-usar

Antes o batom preto era visto como um artigo de fantasia, porém, ele superou este estigma depois de aparecer em diversas passarelas nas semanas de moda e pode dar um toque mais refinado ao seu look.

A maioria das mulheres não consegue sair de casa sem passar um batom nos lábios, nem que seja um de cor nude. Mas, fato é, que ele é um dos itens principais na finalização da maquiagem e que somos apaixonadas por essa infinidade de cores e texturas.

O batom negro pode ser fundamental para criar um visual gótico suave, mas também pode compor looks refinados se bem combinados, e ainda assim transitar em eventos mais formais como casamentos e formaturas.

VEJA MAIS: Conheça a história por trás dos batons vermelhos mais icônicos do mundo

Curiosidades batom preto

1. Começou no Egito Antigo

Os primeiros relatos de uso de pigmentos nos lábios datam de 3.500 a.C e são de lá do Egito Antigo. As mulheres dessa época não tinham medo das cores e usavam tudo junto e misturado: sombra azul, batom preto, bochechas coradas e, claro, muito ouro para combinar! Os batons eram feitos de galhos molhados com produtos à base de substâncias naturais. Posteriormente, graças à fashionista Cleópatra, o hábito de pintar a boca se transformaria em sinônimo de riqueza e poder! Um pouco mais pra frente na história, em 1700, as tribos Maori da Nova Zelândia ficaram conhecidas por pintar e TATUAR os lábios na cor preta e no período renascentista a Rainha Isabel I, na Inglaterra, transformou o tom escuro em algo “in” ao popularizar o combo pele branquíssima + black lipstick.

2. Todas as estrelas da antiga Hollywood usavam

batom-preto-1920

Na década de 1920 Hollywood descobre a cor: de Clara Bow a Gloria Swanson, o batom preto era usado por TODAS as grandes estrelas de cinema para um efeito “lábios vermelhos brilhantes” e para acentuar o formato dos lábios. Por quê? Bem, pois, apesar de já existir filmes coloridos, a maioria dos longas era filmado em p&b! Max Factor, um imigrante judeu-polonês, foi um dos pioneiros da prática, além de ser o inventor do termo makeup (maquiagem, em inglês). O sucesso da cor não ficou restrito aos sets de filmagens e em 1927 a marca francesa Rouge Baiser colocou no mercado um batom que era preto no bastão, mas ficava vermelho na boca. Foi uma coqueluche! 

3. Mas rapidamente caiu em desuso

Pouco tempo depois do sucesso desses batons que se transformavam, uma influente revista de moda decretou: usar batom preto era mais do que ridículo, era proibido! Claro, as estrelas hollywoodianas não abandonaram a prática, mas o êxito comercial da cor preta sumiu mais rápido do que um batom de má qualidade some da sua boca.

4. David Bowie e a marca Biba fizeram dele algo “cool” novamente

Biba-história-batom-preto

Eram os anos 1960 e os jovens da efervescente cena londrina queriam mais: queriam experimentar todos os looks possíveis, queriam inovar na beleza! Os lábios pretos a partir daí simbolizavam descolamento – algo que dura até hoje! – e ganharam um lugarzinho especial no coração da juventude. Tudo culpa da icônica grife Biba, que colocou no mercado as maquiagens mais loucas possíveis e era usada por 10 entre 10 fashionistas dessa época. E não eram só garotas, tá?! David Bowie e Lou Reed bem que tiveram seus dias “soy darks”

5. Os góticos abraçaram a cor

Ah, o gótico! Tão em moda nos dias de hoje o termo foi cunhado lá no final dos anos 1970, inspirado, principalmente, pelo romantismo e pelo punk rock. Apesar do look dark e extremo (batom preto incluso!) já fazer sucesso no underground londrino, foi gente como Robert Smith, do The Cure, Siouxsie Sioux, e Peter Murphy que criou no imaginário popular o estereótipo que temos até hoje dos góticos.

6. Em 1996 as Wiccas também abraçaram a cor

jovens-bruxas

O ano era 1996 quando um certo filme adolescente chamado “Jovens Bruxas” foi lançado. Para o terror da família brasileira, o longa foi um sucesso e o visual dark de suas quatro protagonistas impactou tanto a cultura pop quanto “As Patricinhas de Beverly Hills”. Logo, o batom preto fazia seu retorno triunfal e estava nos lábios de várias adolescentes ao redor do mundo. Naquela época, o grunge e a música eletrônica viviam grandes momentos e o ato de pintar os lábios em tons escuros, seja no colégio ou nas boates era uma baita transgressão. 

7. Ele só volta para a moda no fim dos anos 2000

batom-preto-looks

Na metade dos anos 2000 o movimento “emo” fez até um certo sucesso, mas as marcas não olhavam com atenção para uma fatia da sociedade que desejava consumir algo, digamos assim, mais ousado. Isso mudou quando em 2008 a Yves Saint Laurent lançou o Gloss Pur Black e colocou em sua coleção de inverno modelos com os lábios escuros. Foi um “bafo”! Em 2013 é a vez da MAC impactar o mercado com sua versão de batom preto e a data escolhida não poderia ser mais propícia: a “Black Friday”, aquela tradicional data norte-americana de descontos que já faz sucesso por aqui também há algum tempo. Os estoques se esgotaram.

8. E hoje em dia é hit entre as garotas descoladas

batom-preto-como-usar-fotos

É fato: a cor transcendeu o movimento gótico! Zendaya (foto), Lorde, as garotas estilosas do Tumblr e até mesmo Kylie Jenner usaram, ainda usam e fazem da cor – que ainda é tabu para muitas mulheres – um sucesso. Com lábios pretos, despercebida, certamente, você nunca vai passar. 

Looks para te convencer a adotar o batom preto

Um ponto forte do batom preto, é o quanto ele é democrático e se adapta a todos os tons de pele, além de provocar um destaque no visual. Veja alguns looks que vão te convencer a adotar o batom preto na sua maquiagem!

aquiagem-com-batom-preto-

batom-preto-como-usar

batom-preto-e-delineado-preto

batom-preto-looks

batom-preto-maquiagem

maquiagem-que-combina-com-batom-preto-

visual-com-batom-preto--moderno

visual-com-batom-preto-

Clique para conferir!


Você também vai gostar

Comente com o seu perfil do Facebook:



Sem Comentários

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.