Burning Man 2018: 60 fotos épicas do festival mais louco do mundo | We Fashion Trends
Festival de Música Viagem

Burning Man 2018: 60 fotos épicas do festival mais louco do mundo

4 de setembro de 2018

Burning-Man-2018-7

O Festival Burning Man foi criado em 1986, quando dois amigos queimaram uma estátua de 2,4 metros numa praia em São Francisco (Califórnia), hoje o evento é considerado um dos festivais mais loucos do mundo.

É o maior evento de “contracultura” do mundo, realizado no deserto Black Rock Desert, em Nevada, nos Estados Unidos. O ponto alto do evento é o famoso “homem que queima” uma estátua de 32 metros de altura onde se coloca fogo e que atrai milhares de pessoas para o meio do deserto em pleno verão.

Veja algumas fotos dessa edição:

Burning-Man-2018-1

Burning-Man-2018-2

Burning-Man-2018-3

Burning-Man-2018-4

Burning-Man-2018-5

Burning-Man-2018-6

Burning-Man-2018-7

Burning-Man-2018-8

Burning-Man-2018-9

Burning-Man-2018-10

Burning-Man-2018-11

Burning-Man-2018-12

Burning-Man-2018-13

Burning-Man-2018-14

Burning-Man-2018-15

Burning-Man-2018-16

Burning-Man-2018-17

Burning-Man-2018-18

Burning-Man-2018-19

Burning-Man-2018-20

Burning-Man-2018-21

Burning-Man-2018-22

Burning-Man-2018-23

Burning-Man-2018-24

Burning-Man-2018-25

Burning-Man-2018-26

Burning-Man-2018-27

Burning-Man-2018-28

Burning-Man-2018-29

Burning-Man-2018-30

Burning-Man-2018-31

Burning-Man-2018-32

Burning-Man-2018-33

Burning-Man-2018-34

Burning-Man-2018-35

Burning-Man-2018-36

Burning-Man-2018-37

Burning-Man-2018-38

Burning-Man-2018-39

Burning-Man-2018-40

Burning-Man-2018-41

Burning-Man-2018-42

Burning-Man-2018-fotos

Burning-Man-2018

Burning-Man-2018-1

Burning-Man-2018-2

Burning-Man-2018-3

Burning-Man-2018-4

Burning-Man-2018-5

Burning-Man-2018-6

Burning-Man-2018-7

Burning-Man-2018-8

Burning-Man-2018-9

Burning-Man-2018-10

Burning-Man-2018-11

Burning-Man-2018-12

Burning-Man-2018-fotos

Burning-Man-2018

Burning-Man-2018-deserto

Burning-Man-2018-fotos

Burning-Man-2018

O que é o Burning Man e seus princípios

Para conseguir entender esse festival, você precisa, primeiro, entender os seus princípios.

1. Inclusão: todos são bem-vindos

Qualquer pessoa pode ser uma parte do Burning Man. Por lá é saudado e respeitado o desconhecido. Não existem pré-requisitos para a participação na comunidade.

2. Presentear: oferecem tempo e esforço livremente

O Burning Man estimula atos de presentear. O valor de um presente é incondicional. Oferecer um presente não contempla um retorno ou uma troca por algo de igual valor.

3. De-comoditização: esqueça o dinheiro pois não há nada para comprar

Para preservar o espírito de presentear, a comunidade procura criar ambientes sociais que não são mediados por patrocínios, transações ou publicidade. Busca-se substituir o consumo por experiências participativas.

4. Autoconfiança radical: você é responsável por você mesmo

O Burning Man encoraja o indivíduo a descobrir, exercitar e confiar nos próprios recursos internos.

5. Autoexpressão radical: liberdade para ser você mesmo

A auto expressão surge dos dons únicos de cada indivíduo. Ninguém mais além do indivíduo, ou de um grupo colaborando, pode determinar o seu conteúdo. E isso é oferecido como um presente para os outros. Neste espírito, quem oferece deve respeitar os direitos e liberdades de quem recebe.

6. Cooperação: juntos somos mais fortes

A comunidade valoriza cooperação criativa e colaboração. A comunidade se esforça para produzir, promover e proteger as redes sociais, espaços públicos, obras de arte, e métodos de comunicação que apoiam tais interações.

7. Responsabilidade civil: nós cuidamos uns dos outros

Os membros da comunidade que organizam eventos devem assumir a responsabilidade de bem-estar público e se esforçar para comunicar responsabilidades cívicas para os participantes. Devem também assumir a responsabilidade para a realização de eventos de acordo com leis locais, estaduais e federais.

8. Não deixe rastros: de pó ao pó, deixe apenas pegadas

A comunidade respeita o meio ambiente. Tem o compromisso de não deixar nenhum vestígio físico das suas atividades. Onde quer que se reúnam, limpam depois e procuram, sempre que possível, deixar tais lugares em melhor estado do que antes.

9. Participação: se envolva

A comunidade está empenhada em uma ética radicalmente participativa. Acredita-se que as transformações, no indivíduo ou na sociedade, podem ocorrer apenas por intermédio de uma profunda participação pessoal.

10. Imediatismo: faça valer o agora

Experiência imediata é, em muitos aspectos, a característica mais importante em sua cultura. Procuram superar as barreiras que se interpõem entre si e o reconhecimento do eu interior, a realidade dos que rodeia, a participação na sociedade, e o contato com um mundo natural superior aos poderes humanos.



Você também vai gostar

Comente com o seu perfil do Facebook:



Sem Comentários

Comentários