Beleza

A busca por lentes de contato dental ultrapassa implante de silicone

15 de março de 2017

lente-de-contato-dental

Desde que a onda das selfies começou, uma outra característica começou a ficar em evidência: os dentes.
Segundo a Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica, o número de operações como implantação de próteses de silicone e lipoaspiração têm crescido, em média, 10% ao ano no Brasil, enquanto a busca pelas lentes de contato bucais registrou um aumento de 300% entre 2014 e 2015, estima a Sociedade Brasileira de Odontologia e Estética (SBOE).

Os profissionais que são responsáveis por essa nova área da odontologia, que não cuida apenas da saúde, mas também da estética, deixaram de lado o sorriso padronizado com dentes extremamente brancos e perfeitamente alinhados e optaram por procedimentos que, além de embelezar o paciente, sejam fiéis ao biotipo da pessoa, além de fortalecer os dentes e aumentar a proteção.



Os valores não são tão baratos assim e podem variar entre R$ 1.800 e 5.000. As lentes têm de 0,2 a 0,5 milímetros de espessura e são colocadas sobre o esmalte dos dentes com uma cola especial, dente por dente. Existe duas opções para o procedimento: as lentes de contato, que são mais finas e não precisam de desgaste dental antes da colocação e as facetas, que precisam de brocas e dão um pouco mais de trabalho.

Hoje, em média, são aplicadas cerca de 28.500 lentes por mês só na cidade de São Paulo. Esses números pretendem aumentar ainda mais nos próximos meses.



Você também vai gostar

Comente com o seu perfil do Facebook:



Sem Comentários

Comentários