Câncer de mama: o que fazer para evitá-lo - We Fashion Trends
Moda

Câncer de mama: o que fazer para evitá-lo

19 de outubro de 2021

câncer de mama

Câncer de mama: Eu tenho que fazer uma mamografia? O que é autopalpação? Que etapas devo seguir se notar um caroço no meu peito? Já que estamos no mês de consciência do Câncer de mama, tiramos algumas dúvidas para você! 

você já ouviu isso mil vezes: “Você tem que fazer uma mamografia uma vez por ano para detectar precocemente um possível câncer de mama.” Bem, isso não é totalmente verdade, ou pelo menos não é em todos os casos: depende da sua idade.

É que fazer esse exame muito cedo pode trazer mais problemas do que benefícios. O desempenho regular de mamografia antes dos 35 anos não é indicada, porque, começando tão cedo, a radiação acumulada depois de muitos anos aumentaria o risco de câncer de mama a longo prazo.

Então, o que devo fazer? Você deve estar se perguntando, principalmente nestes dias em que somos bombardeados com tantas mensagens sobre essa doença, já que 19 de outubro é o Dia Internacional Contra o Câncer de Mama.

Leitura recomendada: O ABC do câncer de mama: todos os dados que você precisa saber

Dia Internacional Contra o Câncer de Mama

Para começar, você deve levar uma vida o mais saudável possível, pois assim reduzirá em até 40% o risco de sofrer dessa enfermidade. Especificamente, essas cinco diretrizes devem ser atendidas:

  • Tenha um peso adequado;
  • Alimente-se bem (coma verduras, frutas e legumes, e esqueça de comer carne vermelha dia sim, dia não);
  • Faça exercícios (desligue o Netflix e saia do sofá!);
  • Reduza o consumo de álcool ao máximo
  • Evite o fumo (você já tem outro motivo para parar de fumar de uma vez por todas).

Câncer de mama: informações de especialistas para prevenção

Levar uma vida saudável é bastante óbvio, mas quando se trata da parte médica isso não é tão fácil de esclarecer. Depois de aprendermos que antes dos 35 anos NÃO se deve fazer mamografia, vamos resolver outras questões.

DEVO FAZER AUTOEXAMES?

Sim. Uma das coisas mais importantes para pacientes com menos de 35 anos é que elas façam exames regulares para saber seu tipo de mama. Embora geralmente sejam seios cheios de caroços, se de repente surgisse algo diferente elas perceberiam e iriam ao ginecologista. Isso vai encaminhá-las ao radiologista quando necessário, e nesses casos será feita uma ultrassonografia das mamas.

Veja mais: Outubro Rosa: mitos e verdades sobre o câncer de mama

O QUE É UM ULTRASSOM DE MAMA?

Como uma mamografia, serve para tirar uma espécie de foto da região. Mas, ao contrário dela, não emite radiação e a paciente fica deitada na maca, sem se levantar.

QUAL É A MANEIRA CORRETA DE FAZER UM AUTOEXAME?

Fique na frente do espelho com um braço levantado. Com a outra, faça movimentos circulares ao redor do mamilo, no sentido horário. Belisque-se ao redor da aréola para ver se algum fluido sai do mamilo. Em seguida, suba para tocar a área das axilas. E repita os mesmos passos com a outra mama. Siga este processo entre 6 e 16 dias após o fim da menstruação. Observe atentamente se notar novos caroços ou vermelhidão, assimetrias entre os dois seios, um buraco na pele, endurecimento, alterações na cor da pele ou uma inversão do mamilo, consulte seu médico.

SE EU NOTAR UM CAROÇO, DEVO FICAR COM MEDO?

É considerado um sinal de alarme, então você tem que ir ao médico. Porém, é aconselhável aguardar alguns dias após o término da menstruação, pra ver se ele desaparece. Mas não comece a tremer antes do seu tempo: nas mulheres jovens, a maioria dos caroços são fibroadenomas e, portanto, benignos.

QUAL É A DIFERENÇA ENTRE UM FIBROADENOMA E UM CISTO?

O fibroadenoma é como um caroço que sai de dentro da mama e às vezes também é perceptível do lado de fora. É como se você tivesse uma verruga na pele. Porém, quando o detectamos pela primeira vez, é necessário fazer verificações ultrassonográficas de vez em quando, para verificar se não muda, porque nesse caso teríamos que fazer uma biópsia. Já os cistos são bolinhas de líquido dentro da mama e geralmente não precisam ser controlados.

SE HOUVER HISTÓRICO DE CÂNCER DE MAMA EM MINHA FAMÍLIA, DEVO TOMAR MAIS PRECAUÇÕES DO QUE OUTRAS MENINAS DA MINHA IDADE?

Esse fator aumenta as chances de você também sofrer com a doença. É importante saber quais parentes e com que idade tiveram, porque isso vai determinar quando você terá que começar os estudos de imagem. Por exemplo, se sua mãe sofreu de câncer de mama aos 45 anos, você deve começar a se avaliar aos 35, de acordo com as recomendações.

QUAL É A DIFERENÇA ENTRE UM GINECOLOGISTA E UM RADIOLOGISTA?

O primeiro fará um exame físico e configurará seu histórico médico. Os radiologistas são especialistas em enxergar o interior da mama por meio de métodos de imagem. Decidimos quais exames são os mais adequados para ter certeza de que um paciente não tem nada ou, ao contrário, apresenta um achado que exige mais estudos.




Você também vai gostar

Comente com o seu perfil do Facebook:

1 Comentário

  • Reply Aparecida 25 de outubro de 2021 at 21:38

    Otimo post!
    Leio bastante sobre o assunto (tenho genetica para isso então sempre gosto de me manter informada) e acredito que é um dos mais organizados sobre prevenção que vi em um bom tempo.
    Parabens por ajudar na concientização!

  • Comentários

    DECORAÇÃO DE NATAL GASTANDO POUCO