Celicouple: a nova tendência do amor entre os casais | We Fashion Trends
Relacionamento

Celicouple: a nova tendência do amor entre os casais

1 de dezembro de 2020

celicouples-casais-que-nao-vivem-juntos

Para viver feliz, vivamos separados! Este poderia ser o lema dos chamados Celicouples. E podemos te dizer que existem muitos por ai com essas ideias! 

Para viver feliz como casal, você tem que viver sob o mesmo teto? Mais e mais casais estão dizendo não. É o que reporta um estudo realizado pelo Instituto Nacional de Estudos Demográficos (INED).

O que é um “celicouple”?

Esta palavra designa pessoas a meio caminho entre viver juntos e celibato. Segundo dados do INED, 1 em cada 3 adultos vive sozinho, mas não é solteiro. 1,8 milhões de pessoas estão atualmente em “celicouple”. Esta tendência é claramente mais pronunciada entre as pessoas na faixa dos 40 e 50 anos: apenas 22% das pessoas de 45 a 65 anos indicaram que gostariam de morar com o parceiro, em comparação com 68% de pessoas de 26 a 30 anos. 

Para Arnaud Régnier-Loilier, diretor de pesquisa do INED, isso se deve principalmente ao fato de que “essas pessoas não desejam mais ter filhos, portanto têm menos pressão social, menos obrigações de viver em casal”.

Entre os mais jovens, vários fatores podem explicar porque os casais vivem separados durante os primeiros anos: alguns ainda são estudantes, moram com os pais ou não têm emprego estável.

Leitura recomendada: “Nós dormimos separados.” Por que cada vez mais pessoas escolhem dormir sem o parceiro

celicouple-casais

Por que viver em “celicouple”?

Para algumas pessoas, este é um estilo de vida conjugal completo. Para outros, é um período de frequência, uma espécie de “período de experimentação”, que acaba por levar ao fim da relação ou à passagem para uma casa comum. Casais que optam por não morar juntos geralmente encontram um bom equilíbrio relacional. 

O “celicouple” tem muitas vantagens. Isso permite, acima de tudo, total independência e, assim, promove o desenvolvimento pessoal. O sentimento de falta se instala mais e o reencontro pode ser mais carnal. Os parceiros terão mais o que conversar e verão mais os lados bons do relacionamento. Além disso, a rotina se estabelecerá com menos rapidez.

No entanto, o “celicouple” só funciona se os parceiros estiverem no mesmo comprimento de onda. Todos podem evoluir de forma diferente. Se um dos parceiros desenvolve novos desejos, e eles não são compartilhados, essa não coabitação pode se tornar uma forma de sofrimento. Seja o que for que você escolha, é necessário discutir o assunto juntos e tomar decisões que farão vocês dois felizes.




Você também vai gostar

Comente com o seu perfil do Facebook:

Sem Comentários

Comentários