Estão criticando o presidente da Ucrânia por posar com a esposa para a Vogue em plena guerra - We Fashion Trends
Comportamento

Estão criticando o presidente da Ucrânia por posar com a esposa para a Vogue em plena guerra

28 de julho de 2022

Presidente da Ucrânia

Presidente da Ucrânia: Após cinco meses, a guerra na Ucrânia devido à invasão russa ainda está latente. O número de mortos continua a aumentar e o deslocamento de mulheres e menores é contado na casa dos milhões. Estima-se que um quarto da população da Ucrânia teve que deixar suas casas devido ao conflito armado. No meio dos olhos do público, o presidente ucraniano Volodymyr Zelensky e sua esposa Olena apareceram na edição da revista Vogue, com Olena como o rosto na capa.

Em entrevista especial para a Vogue, Olena Zelenska (em línguas eslavas, os sobrenomes têm gênero gramatical), falou sobre seu papel como primeira-dama e como enfrentou a guerra como mulher e como mãe. Nas fotografias que acompanham a publicação, Olena é vista com roupas de grife ucraniana e em meio a cenários como um porão cercado por sacos de terra e elementos do exército, onde o presidente Zelensky também está presente com sua característica camisa verde militar.

capa vogue ucrânia

As críticas foram imediatas, chamando o casal presidencial de “frívolo”, pois enquanto soldados ucranianos morrem defendendo o país, o presidente e sua esposa aproveitam o espetáculo da guerra. Alguns comentários apontam que Olena expressa uma imagem arrumada e bem apresentada como “a cara da guerra”.

Presidente da Ucrânia para a Revista Vogue

Na entrevista, Olena fala sobre sua vida pessoal antes de seu marido se tornar presidente, as mudanças que vêm com a entrada no mundo da política em família e uma invasão inesperada que deixou um país como a Ucrânia vulnerável.

Depois de passar os primeiros meses da guerra na clandestinidade, Zelenska (…) emergiu dos olhos do público para se tornar o rosto de sua nação: o rosto de uma mulher, o rosto de uma mãe, um rosto humano empático.

A publicação da revista exalta a primeira-dama como uma mulher com um papel importante na nação, falando das atividades que teve na recomposição social de uma Ucrânia em guerra, bem como sua intervenção nos Estados Unidos com o presidente Joe Biden e Jill, sua esposa. Assim como a petição que fez ao Congresso, solicitando “armas que não seriam usadas para fazer guerra em terra alheia, mas para proteger a própria casa e o direito de acordar vivo nessa casa”.

Reforça-se a mensagem que o presidente Zelensky tem desde o início da guerra, em relação à defesa dos “valores do Ocidente”, pelos quais condena a Rússia por ter ultrapassado a soberania do seu país. Embora o número de refugiados continue a aumentar, estima-se que mais de 14 milhões de ucranianos deixaram suas casas, principalmente mulheres e crianças; homens de 18 a 60 anos são obrigados a permanecer e defender seu território. De acordo com os números apresentados pela Vogue, houve mais de 300 menores que perderam a vida nos ataques e mais de cinco mil soldados ucranianos em combate.

Para mulheres e crianças, minha esposa estar aqui é um exemplo. Acho que ela desempenha um papel muito poderoso para a Ucrânia, para nossas famílias e para nossas mulheres.
—Volodímir Zelensky, presidente de Ucrania

Olena e Zelensky, ambos com 44 anos, se conheceram no ensino médio e começaram a namorar na faculdade. Eles tinham 11 anos quando o Muro de Berlim caiu, a trilha sonora de sua adolescência foi Aerosmith e The Beatles. Eles viveram os últimos dias da União Soviética e, segundo o presidente, em plena juventude, “o mundo começou a se abrir para nós”.

Quando alguém começa a nos dizer que não há ucranianos e que um ucraniano é apenas um russo ruim, não aceitamos. As pessoas que nasceram na Ucrânia independente têm agora 30 anos. É uma nova geração.
—Volodímir Zelensky, presidente de Ucrania




Você também vai gostar

Comente com o seu perfil do Facebook:

Sem Comentários

Comentários

MORRE ISSEY MIYAKE, DESIGNER JAPONÊS