Febre amarela: sintomas, causas e tratamentos | We Fashion Trends
Saúde

Febre amarela: sintomas, causas e tratamentos

12 de janeiro de 2018

febre amarela

A febre amarela está se espalhando pelo Brasil, e muitas pessoas ainda confundem os sintomas da febre amarela, com gripes e resfriados, por isso, anote essas dicas e a qualquer suspeita, procure imediatamente um posto de saúde.

O que é Febre amarela?

A febre amarela é uma doença infecciosa causada por um vírus e transmitida por mosquitos. A infecção pode ser categorizada de duas formas: febre amarela urbana, quando é transmitida pelo Aedes aegypti; ou febre amarela silvestre, quando transmitida pelo Haemagogus e Sabethe.

Ela recebe o nome de amarela, pois o infectado começa a apresentar um tom mais amarelo na pele e nos olhos.

Quais os sintomas da febre amarela?

Os sintomas são:

  • Febre
  • Dor de cabeça
  • Calafrios
  • Náuseas
  • Vômito
  • Dores no corpo
  • Icterícia (a pele e os olhos ficam amarelos)
  • Hemorragias (de gengivas, nariz, estômago, intestino e urina).

Tratamentos para febre amarela

O tratamento é apenas sintomático e requer cuidados na assistência ao paciente que, sob hospitalização, deve permanecer em repouso com reposição de líquidos e das perdas sanguíneas, quando indicado. Nas formas graves, o paciente deve ser atendido numa Unidade de Terapia Intensiva. Se o paciente não receber assistência médica, ele pode morrer.

Dependendo do dano causado no organismo, esta fase da febre amarela pode levar a morte no intervalo entre sete e dez dias. Por isso, pessoas que são diagnosticadas com febre amarela devem estar atentas ao aparecimento dos sintomas iniciais e observar se os sintomas mais graves se manifestarem, para busca de ajuda médica.

Os sintomas da febre amarela podem ser confundidos com malária, leptospirose, hepatite viral e dengue hemorrágica.

Vacina para febre amarela

A única forma de evitar a febre amarela é a vacinação contra a doença. A vacina é gratuita e está disponível nos postos de saúde em qualquer época do ano. Ela deve ser aplicada 10 dias antes da viagem para as áreas de risco de transmissão da doença. Pode ser aplicada a partir dos 9 meses e é válida por 10 anos.

A vacina é contra-indicada a gestantes, imunodeprimidos (pessoas com o sistema imunológico debilitado) e pessoas alérgicas a gema de ovo.

Dada a situação, o Ministério da Saúde começou uma campanha de vacinação oferecendo doses fracionadas da vacina. Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), a vacina com dose completa dura a vida toda, enquanto a fracionada valerá por nove anos. E como o Governo não possui vacina para toda a população, a dose fracionada está sendo a melhor alternativa para o momento.



Você também vai gostar

Comente com o seu perfil do Facebook:



Sem Comentários

Comentários