ATUALIZADO: Veja a lista de 100 países para onde brasileiros podem viajar | We Fashion Trends
Viagem

ATUALIZADO: Veja a lista de 100 países para onde brasileiros podem viajar

12 de novembro de 2020

paises-que-os-brasileiros-ja-podem-viajar

A pandemia do Coronavírus (Covid-19) acabou com os planos de muitos viajantes, mas aos poucos, tudo começa a voltar ao “novo normal”. E já existem alguns países que estão abrindo as fronteiras e já estão recebendo turistas brasileiros.

Para conferir a lista de países que já estão recebendo brasileiros, veja a lista abaixo.

Afeganistão

Os voos internacionais para o Afeganistão foram retomados. A única exigência é o uso de máscaras em locais públicos.

Albânia

A Albânia, na Europa, é um dos países abertos para brasileiros, que nem precisam de visto para entrar no país. Apesar disso, o uso de máscara em áreas públicas ainda é exigido.

Andorra

Brasileiros precisam fazer quarentena de 14 dias para entrar em Andorra, segundo o governo.

Angola

Os voos internacionais para a Angola foram retomados.

Exigências: Teste PCR negativo para Covid-19 emitido até 72 horas antes da partida. Os passageiros estão sujeitos à quarentena por 14 dias.

Antígua e Barbuda

Todos os turistas que vão para Antígua e Barbuda, no Caribe (América Central), passam por avaliação médica, precisam entregar um formulário com informações sobre o estado de saúde e também um atestado médico com um resultado negativo para o novo coronavírus feito, no máximo, 7 dias antes da chegada ao país. O uso de máscara de áreas públicas segue sendo obrigatório.

Argentina

A reabertura da Argentina ocorreu em 2 de novembro, permitindo a entrada de visitantes estrangeiros.

Exigências: Apresentar um teste negativo de Covid-19, sem a necessidade de cumprir quarentena. Os requisitos de entrada ainda não foram oficialmente divulgados.

Armênia

Visitantes precisam fazer quarentena de 14 dias, segundo o governo do país. Se testarem negativo para covid enquanto estão isolados lá, podem ser liberados antes.

Aruba

O país caribenho tem reabertura prevista para 1º de dezembro.

Exigências: Todos os visitantes maiores de 15 anos devem apresentar um teste PCR negativo para Covid-19. Caso contrário, farão um teste de PCR obrigatório na chegada ao aeroporto. Preenchimento do EDCard Online e Seguro Saúde que cubra coronavírus.

Bahamas

É preciso preencher formulário online, com pelo menos 72h de antecedência do voo e apresentar um certificado negativo (PCR) para o novo coronavírus feito no máximo 5 dias antes do embarque. O resultado deve ser enviado pelo site do governo e também apresentado no desembarque. É exigida quarentena de 14 dias.

Bahrein

Os voos internacionais para o Bahrein foram retomados.

Exigências: Passageiros estão sujeitos ao teste de coronavírus na chegada às suas próprias custas, permanecendo em quarentena até o resultado ficar pronto.

Barbados

O aeroporto de Bridgetown, em Barbados, no Caribe, foi reaberto. Os passageiros precisam preencher um formulário disponível no site do governo de Barbados 24 horas antes da chegada ao país. É preciso também apresentar um exame negativo para o novo coronavírus feito 72 horas antes do embarque. Se o exame não for apresentado, os visitantes passam por uma avaliação médica e são submetidos à quarentena até a realização do teste.

Belize

É preciso baixar o aplicativo Belize Health Travel App, que vai gerar um QR Code e um Número de Viagem para serem apresentados no desembarque. O turista deve fazer reserva em hotéis pré-selecionados. Quem tiver resultado negativo em teste PCR feito até 72h antes do embarque vai ter o processo de entrada acelerado na chegada. Dependendo da medição de temperatura feita no desembarque, passageiros podem ser escolhidos aleatoriamente para fazer um outro PCR.

Benin

Os voos internacionais para o Benin foram retomados.

Exigências: Passageiros estão sujeitos ao teste de coronavírus na chegada às suas próprias custas. Um formulário online deve ser preenchidos antes da partida.

Bermudas

As Bermudas exigem o preenchimento de um formulário no site do governo, que deve ser apresentado na hora do embarque. Além disso, todo passageiro com mais de 10 anos precisa apresentar um teste de PCR negativo para o coronavírus feito 7 dias antes da viagem. Mesmo assim, todos os viajantes podem ser testados na chegada ao país e, nesse caso, precisam respeitar uma quarentena até a divulgação do resultado.

Bielorússia

Os turistas brasileiros que quiserem conhecer a Bielorússia precisam preencher e apresentar um formulário na chegada ao país e realizar uma quarentena de 14 dias.

Bolívia

É preciso mostrar um teste negativo PCR para Covid emitido há no máximo 7 dias antes da viagem. Apesar de as fronteiras estarem abertas, o país ainda passa por grandes medidas restritivas de circulação de pessoas.

Bósnia e Herzegovina

O país dos balcãs reabriu em 12 de setembro para todos os países, sob as condições normais de visto pré-pandemia. Brasileiros não precisam de visto para visitar a Bósnia e Herzegovina por até 90 dias.

Exigências: Teste PCR negativo para Covid-19 emitido em até 48h antes da chegada.

Butão

Os voos internacionais para o Butão foram retomados.

Exigências: Teste PCR negativo para Covid-19 emitido em até 72h antes da partida. Os passageiros estão sujeitos a triagem médica e quarentena por 21 dias.

Burkina Faso

Os voos internacionais para Burkina Faso foram retomados.

Exigências: Teste PCR negativo para Covid-19 emitido em até 5 dias antes da chegada.

Cabo Verde

Os voos internacionais para Cabo Verde foram retomados.

Exigências: Teste PCR negativo para Covid-19 emitido em até 72h antes do embarque.

Camarões

Os voos internacionais para Camarões foram retomados.

Exigências: Teste PCR negativo para Covid-19 emitido em até 72h antes da chegada, em francês.

Camboja

No papel, o Camboja até é um dos países abertos para brasileiros, mas, na prática, tudo é feito para dificultar a chegada dos turistas. Para entrar no país, os viajantes precisam apresentar um resultado negativo para Covid-19 feito 3 dias antes do embarque.

Além disso, é preciso apresentar um seguro viagem de US$ 50 mil dólares e depositar US$ 3 mil (R$ 15.455) em um banco na chegada ao Camboja. Para completar, todos os turistas passam por uma avaliação médica e precisam cumprir uma quarentena de 2 semanas.

Chade

O Chade, na África, reabriu fronteiras, mas, segundo o site do governo do Reino Unido, é preciso apresentar um teste negativo de Covid 19 com data de até 72h antes da chegada. Também exige-se que o viajante entregue seu passaporte na chegada, faça quarentena de 7 dias e faça um teste de coronavírus no sétimo dia. Os passaportes serão devolvidos quando o viajante entregar um comprovante de que fez o teste do novo coronavírus neste sétimo dia.

Colômbia

Segundo o portal de turismo Panrotas, a Colômbia é um dos países abertos para brasileiros atualmente. É preciso apresentar teste PCR para o novo coronavírus feito há no máximo 96 h da viagem. Entre 24h e 1h antes do voo, o passageiro tem que fazer um cadastro no portal de Imigrações da Colômbia. Também é necessário baixar um aplicativo do governo e informar o estado de saúde diariamente por 14 dias durante a viagem.

Comores

Para entrar nesse país da África é preciso apresentar o teste negativo para o novo coronavírus feito há 72h antes do embarque.

Congo (República)

Os voos internacionais para o Congo (Brazzaville) foram retomados.

Exigências: Passageiros que não apresentarem exame negativo de coronavírus estarão sujeitos a um teste na chegada e quarentena às suas próprias custas.

Congo (República Democrática)

Os voos internacionais para a República Democrática do Congo (Kinshasa) foram retomados.

Exigências: Teste PCR negativo para Covid-19 obtido até 7 dias antes da chegada ao país.

Coreia do Sul

A Coreia do Sul retomou os voos internacionais. No entanto, viajantes brasileiros agora precisam de um visto temporário de entrada.

Exigências: Os passageiros estão sujeitos à quarentena por 14 dias e um teste PCR para Covid-19 dentro de 3 dias após a chegada. A exigência não se aplica para passageiros com um Certificado de Isenção de Isolamento emitido por uma Embaixada ou Consulado coreano antes da partida. Eles deverão ser testados na chegada e permanecer em instalações de quarentena designadas por 1 ou 2 dias até que o resultado negativo do teste seja emitido.

Costa do Marfim

Viajantes devem apresentar um teste negativo de coronavírus feito há no máximo 3 dias e preencher um formulário de saúde online.

Costa Rica

A Costa Rica tem reabertura prevista a partir de 1º de novembro.

Exigências: Ainda não divulgadas.

Croácia

Apesar de fazer parte da União Européia, a Croácia, teoricamente, está aceitando turistas brasileiros. Segundo o site do governo croata, os viajantes precisam apresentar uma comprovação de reserva de hotel e ter um resultado negativo para o novo coronavírus de um teste feito até 48 horas antes da chegada ao país. Se o teste for mais antigo, os turistas precisam pagar por um teste de Covid-19 e fazer isolamento até o resultado negativo.

Cuba

Apenas algumas regiões de Cuba estão abertas para os turistas. Atualmente, os voos internacionais estão liberados apenas para Cayo Coco, Cayo Largo del Sur e Santa Clara. Testes para a detecção do novo coronavírus são fornecidos gratuitamente nos aeroportos e não há necessidade de isolamento.

Dominica

Dominica, no Caribe, é um dos países abertos para brasileiros. É preciso preencher um formulário no site do governo  da Dominica 24h antes do desembarque e apresentá-lo na chegada. É necessário ter feito um teste do tipo PCR para Covid-19 entre 24h e 72 antes da chegada e ter dado negativo. Uma vez já no país, os viajantes passarão por medição de temperatura e farão um novo teste, mas desta vez o rápido, para coronavírus.

Dubai (Emirados Árabes Unidos)

Os Emirados Árabes Unidos anunciaram a reabertura das fronteiras para turistas em 7 de julho, inclusive para brasileiros. No entanto, passageiros vindo do Brasil e outros 30 países com alto número de casos são obrigados a serem testados duas vezes ao viajar para Dubai (o exame custa US$ 70). Cada emirado tem suas próprias regras; passageiros que saiam de Dubai em direção a Abu Dhabi também precisarão fazer um novo teste.

Exigências: Os visitantes terão de apresentar um atestado médico provando o resultado negativo do teste de Covid-19, realizado com menos de 96 horas da partida. Qualquer um que testar positivo para o coronavírus terá de ser isolado em uma instalação por 14 dias às suas próprias custas. Os visitantes estão sujeitos a um novo teste na chegada. Também é necessário apresentar seguro de saúde.

Egito

O Egito liberou os voos internacionais no começo de julho e os brasileiros precisam ter um visto para visitar o país. Além disso, é obrigatório o preenchimento de um “Cartão de Saúde Pública” na chegada e a apresentação de um seguro viagem para cobrir eventuais despesas médicas.

El Salvador

El Salvador é mais um dos países abertos para brasileiros. É preciso mostrar resultado negativo de exame de Covid (PCR) impresso emitido há no máximo 72h.

Emirados Árabes Unidos

Os Emirados Árabes Unidos são mais um dos países abertos para brasileiros, mas apenas o aeroporto de Dubai está autorizado a receber turistas. Na chegada, os viajantes precisam apresentar uma declaração de saúde, um seguro viagem que arque com possíveis tratamentos de saúde e um resultado negativo de um teste PCR para o novo coronavírus feito até 96 horas antes da chegada ao país.

Se o passageiro não tiver realizado o exame, um teste será feito ainda no aeroporto e será exigido o isolamento até a divulgação do resultado. Além disso, todos os turistas precisam baixar e se registrar no aplicativo COVID-19 DXB.

Se você estiver voando pela Emirates, a companhia aérea está garantindo cobertura de saúde e de custos da quarentena caso você fique doente durante a viagem. Isso vale para qualquer passagem e para qualquer destino atendido pela empresa, mas há algumas condições. Você encontra todos os detalhes no site da Emirates.

Equador

Os turistas que quiserem viajar para o Equador precisam apresentar um teste negativo para Covid-19 feito até uma semana antes da chegada ao país. Sem o exame, uma quarentena de 14 dias é obrigatória. Os turistas também passam por uma avaliação médica logo depois do desembarque e precisam preencher uma declaração de saúde e um formulário de migração especial.

Escócia

A entrada de brasileiros na Escócia (e em todo o Reino Unido) é permitida, embora seja necessário passar por uma quarentena obrigatória de 14 dias. Caso seu voo parta de algum dos países do travel corridor, o isolamento pode não ser requisitado.

Exigências: Quarentena de 14 dias obrigatória.

Eslovênia

Brasileiros podem entrar na Eslovênia desde que se submetam a uma quarentena de 14 dias, segundo o governo.

Etiópia

O país africano já está recebendo visitantes. Há conexão direta entre São Paulo e Addis Abeba com a Ethiopian Airlines.

Exigências: Teste PCR negativo para Covid-19 feito em até 5 dias antes do desembarque.

Gabão

O Gabão reabriu os aeroportos e permite a entrada de viajantes internacionais.

Exigências: Teste PCR negativo para Covid-19 emitido até 5 dias antes da partida. Os passageiros estão sujeitos a isolamento por 14 dias e devem obter um visto eletrônico.

🇬🇧 Gales

A entrada de brasileiros no País de Gales (e em todo o Reino Unido) é permitida, embora seja necessário passar por uma quarentena obrigatória de 14 dias. Caso seu voo parta de algum dos países do travel corridor, o isolamento pode não ser requisitado.

Exigências: Quarentena de 14 dias obrigatória.

🇬🇲 Gâmbia

A Gâmbia retomou os voos internacionais.

Exigências: Teste PCR negativo para Covid-19 emitido até 72h antes da partida.

Gana

Os passageiros precisam mostrar um teste negativo de PCR feito há no máximo 72h da partida, e fazer um outro PCR na chegada, às suas próprias custas. É preciso preencher um formulário online.

Granada (Grenada)

A ilha de Granada retomou os voos internacionais.

Exigências: Teste PCR negativo para Covid-19 emitido em até 7 dias antes da chegada. Os passageiros devem preencher online um Formulário de Declaração de Saúde antes da partida em e estão sujeitos à triagem médica na chegada;

Guatemala

Na América Central, a Guatemala engrossa a lista de países abertos para brasileiros. É exigido resultado negativo de exame de Covid (PCR) emitido há no máximo 72h e o preenchimento de formulário online. Mais informações no site do governo.

Guiana

A Guiana reabriu os aeroportos para voos internacionais em 16 de outubro.

Exigências: Teste negativo para Covid-19.

Guiné Equatorial

A Guiné Equatorial retomou os voos internacionais.

Exigências: Passageiros que não apresentarem teste PCR negativo para Covid-19 emitido com até 48h de antecedência deverão arcar com um teste na chegada.

Guiné

A Guiné retomou os voos internacionais.

Exigências: Passageiros que não apresentarem teste PCR negativo para Covid-19 emitido com até 5 dias de antecedência deverão arcar com um teste na chegada.

Guiné-Bissau

A Guiné-Bissau retomou os voos internacionais.

Exigências: Apresentar teste PCR negativo para Covid-19 emitido em até 72h antes da chegada.

Haiti

É necessário preencher um formulário de saúde para entrar. Segundo a embaixada dos EUA no Haiti, esse formulário é distribuído pelas companhias aéreas e é necessário fazer uma quarentena de 14 dias ao chegar.

Honduras

Os passageiros precisam apresentar teste negativo pra coronavírus (PCR ou rápido) feito há menos de 72h e preencher um formulário no Instituto Nacional de Migración.

Inglaterra

A entrada de brasileiros na Inglaterra (e em todo o Reino Unido) é permitida, embora seja necessário passar por uma quarentena obrigatória de 14 dias. Caso seu voo parta de algum dos países do travel corridor, o isolamento pode não ser requisitado.

Exigências: Quarentena de 14 dias obrigatória.

Irlanda

A Irlanda não fechou as fronteiras, mas exige que todos os passageiros recém-chegados sejam encaminhados para quarentena domiciliar por 14 dias.

Exigências: Quarentena de 14 dias obrigatória. Passageiros maiores de 16 anos devem preencher um formulário localizador de passageiros antes da chegada.

Irlanda do Norte

A entrada de brasileiros na Irlanda do Norte (e em todo o Reino Unido) é permitida, embora seja necessário passar por uma quarentena obrigatória de 14 dias. Caso seu voo parta de algum dos países do travel corridor, o isolamento pode não ser requisitado.

Exigências: Quarentena de 14 dias obrigatória.

Irã

Para entrar no Irã é preciso apresentar certificado negativo para covid em inglês feito há no máximo 96h antes da chegada. Quem chegar com o teste feito fora desse prazo deve fazer um teste no Irã e quarentena. Não é mais possível conseguir o visto na chegada. É preciso pedir com antecedência pelo site do governo.

Iraque

O Iraque retomou os voos internacionais.

Exigências: Passageiros estão sujeitos a triagem médica e quarentena.

Irlanda

A Irlanda também é um dos países abertos para brasileiros, mas exige uma quarentena de 14 dias. Além disso, todos os turistas precisam passar por uma avaliação médica e preencher um formulário de saúde. Existem algumas exceções para a quarentena obrigatória. Para saber quais são, basta visitar o site do governo irlandês.

Jamaica

Antes de viajar para o país, os turistas precisam obter uma autorização de viagem através do site da Visit Jamaica. Além disso, todos os viajantes passam por exames médicos na chegada ao país e precisam se submeter à uma quarentena.

Jordânia

A Jordânia reabriu para voos internacionais.

Exigências: Preenchimento de formulário e obtenção de QR code antes do embarque, através do site VisitJordan.gov.jo. Apresentação de teste negativo PCR para Covid-19 emitido até 120h antes da chegada. Seguro viagem é obrigatório.

Kosovo

O Kosovo voltou a receber turistas no dia 07 de julho e, entre os países abertos para brasileiros, é um dos que faz menos exigências. Os turistas precisam apenas passar por uma avaliação médica ainda no aeroporto.

Lesoto

Os voos internacionais para o Lesoto foram retomados.

Exigências: Os passageiros serão testados para Covid-19 e submetidos a  quarentena por 14 dias. O visto eletrônico para o Lesoto pode ser obtido antes da partida.

Líbano

Antes de viajar, os interessados em visitar o Líbano precisam preencher uma declaração de saúde em um site do governo libanês. Além disso, devem apresentar um resultado negativo de um teste PCR para o novo coronavírus feito até 96 horas antes da viagem. Se o turista não tiver um teste para a Covid-19, ele será submetido a uma avaliação médica. O teste e a avaliação médica só valem para passageiros com mais de 12 anos.

Libéria

Os voos internacionais para a Libéria foram retomados.

Exigências: Os passageiros estão sujeitos a triagem médica e quarentena.
Isso não se aplica aos passageiros que apresentem teste negativo de Covid-19 na chegada.

Lituânia

É preciso entregar um formulário preenchido no aeroporto (ele pode ser preenchido online no site do governo do país) e mostrar um resultado negativo de COVID em teste feito há no máximo 72h. Além disso, é exigida um isolamento de 14 dias ao chegar no país.

Macedônia do Norte

Atualmente, a Macedônia do Norte não faz qualquer exigência de entrada para turistas de todo o mundo. Todas as restrições foram suspensas no dia 1 de julho.

Malawi

Passageiros devem apresentar teste negativo para coronavírus feito há no máximo 10 dias e preencher formulário no desembarque, segundo o governo do país.

Maldivas

As Ilhas Maldivas são um dos países abertos a brasileiros. Os turistas precisam apresentar um comprovante de hospedagem para todo o período da viagem. O governo do país passou a exigir teste PCR negativo feito no máximo 72h antes do embarque. Além disso, todos precisam preencher uma declaração de saúde online 24 horas antes de chegar ao país.

Mali

Os voos internacionais para o Mali foram retomados.

Exigências: Apresentar teste PCR negativo para Covid-19 emitido em até 3 dias antes da chegada.

Marrocos

O Marrocos liberou a entrada de estrangeiros de países para os quais não exige visto, como é o caso do Brasil. No entanto, é preciso preencher um formulário online, levá-lo impresso e também levar um certificado comprovando PCR negativo feito há no máximo 48h antes da partida.

Mauritânia

No continente africano, a Mauritânia é mais um dos países abertos para brasileiros. É necessário mostrar resultado negativo de exame de Covid (PCR) emitido há no máximo 72h.

México

O México é um dos maiores países abertos para brasileiros neste momento. Não há muitas exigências para entrar no país. É preciso apenas preencher um formulário online de saúde e apresentá-lo na imigração do aeroporto. O uso de máscaras continua obrigatório em todos os lugares públicos.

Micronésia

Os voos internacionais para a Micronésia foram retomados.

Exigências: Os passageiros não podem entrar via Pohnpei (PNI) e possuir bilhetes de ida e volta. Passageiros que viajam para Pohnpei devem ter um atestado médico e ficar em quarentena por 14 dia.

Mianmar

A reabertura do Mianmar está prevista para 1º de novembro.

Exigências: Ainda não divulgadas.

Namíbia

Os aeroportos foram reabertos, mas é preciso mostrar um teste PCR negativo feito há no máximo 72h antes da chegada. Também é preciso fazer quarentena obrigatória em estabelecimentos pré-determinado de 7 dias e se submeter a novo teste PCR, pagos pelo passageiro.

Nicarágua

O país da América Central já reabriu os aeroportos e também as fronteiras para os estrangeiros.

Exigências: Teste negativo de Covid-19 com 72 horas de antecedência da chegada ao país.

Niger

Os voos internacionais para o Níger foram retomados.

Exigências: Teste negativo de Covid-19 emitido em até 72 horas antes da chegada ao país

Nigéria

A Nigéria engrossou a lista de países abertos para brasileiros, mas exige PCR negativo feito há no máximo 5 dias antes do embarque e quarentena de 7 dias.

Panamá

Os voos internacionais para o Panamá foram retomados em 12 de outubro.

Exigências: Teste negativo de Covid-19 (PCR ou antígeno) emitido com até 48 horas de antecedência da chegada ao país, em inglês ou espanhol. Passageiros que não apresentarem o teste precisarão arcar com os custos de um exame ao chegar no país.

Paraguai

O governo do Paraguai anunciou que os principais aeroportos do país foram reabertos em 21 de outubro. Já a Ponte da Amizade, que liga a Ciudad del Este, no Paraguai, a Foz do Iguaçu, no Brasil, reabriu em 15 de outubro.

Está em discussão a criação de uma área controlada para entrada e saída de pessoas das cidades de Minga Guazú, Ciudad del Este e Presidente Franco. Caso as medidas entrem em vigor, cidadãos brasileiros poderão entrar no Paraguai entre 6h e 15h e sair até 19h.

Exigências: Apresentar teste PCR negativo para Covid-19 emitido com até 72h de antecedência ou submeter-se a quarenta de 14 dias. O formulário de informações sobre saúde do viajante deve ser preenchido em no máximo 24 horas antes da partida.

Peru

A partir de novembro o Peru volta a receber voos do Brasil, além de voos internacionais de até oito horas, o que inclui rotas dos Estados Unidos.

O Peru reabriu as fronteiras e autorizou a chegada de voos internacionais desde 1º de outubro, provenientes de Assunção (ASU), Bogotá (BOG), Cali (CLO), Guayaquil (GYE), La Paz (LPB), Medellin (MDE), Montevidéu (MVE), Cidade do Panamá (PTY), Quito (UIO), Santa Cruz de la Sierra (VVI) e Santiago (SCL).

Exigências: Teste negativo de Covid-19 com até 72 horas de antecedência da chegada ao país, além do preenchimento obrigatório da “Declaración Jurada de Salud” em até 72h antes do embarque.

Polinésia Francesa

Quem quiser visitar a Polinésia Francesa precisa apresentar um resultado negativo para o novo coronavírus de um teste feito até 72 horas antes do embarque. Além disso, é preciso preencher um formulário sobre o seu estado de saúde no site do governo polinésio e declarar que não apresenta qualquer sintoma de Covid-19. Esse documento precisa ser assinado. Para completar, um seguro viagem também é obrigatório.

Porto Rico

Ao contrário dos Estados Unidos, o território americano não incorporado de Porto Rico nunca esteve fechado para passageiros com estadia recente pelo Brasil. No entanto, um toque de recolher de 22h às 5h está em vigor até 13 de novembro e viagens não essenciais são desaconselhadas.

Exigências: Passageiros que não apresentem teste negativo para Covid-19 em inglês ou espanhol emitido no máximo 72h antes do embarque estão sujeitos à quarentena de 14 dias. Preenchimento obrigatório de declaração de viagem.

Quênia

Passageiros que chegarem no Quênia, na África, poderão entrar se tiverem temperatura menor que 37,5° C e não tiverem sintomas de tosse persistente, dificuldade de respirar ou outros sintomas gripais. Também é preciso ter um teste PCR negativo para Covid 19 feito no máximo a 96 h antes da data da viagem. Como o Brasil não está na lista de áreas de baixo e médio risco para a doença, brasileiros têm que ficar em quarentena ao chegar ao Quênia.

Mais informações no site do Ministério dos Transportes do Quênia.

Reino Unido

O Reino Unido é um dos países abertos para brasileiros e que exige uma quarentena obrigatória de 14 dias antes de circular pelo país. Existem algumas exceções para essa quarentena e você pode conferir todos os detalhes no site do governo britânico.

Além do isolamento, os turistas precisam preencher um formulário online com várias informações da viagem e enviar o documento 2 dias antes da chegada ao país. Esses dados serão usados para que você seja localizado caso alguém que tenha viajado no mesmo avião que você apresente um resultado positivo para Covid-19.

República Centro-Africana

Para entrar, é preciso ter teste negativo para coronavírus feito há no máximo 7 dias do embarque e ficar em quarentena por 14 dias.

República Dominicana

Conhecida pelas praias de Punta Cana, a República Dominicana, no Caribe, reabriu as fronteiras para o turismo no dia 01 de julho. O país não exige a apresentação de testes para o novo coronavírus, mas os viajantes precisam preencher um formulário de saúde, que será distribuído no avião ou no aeroporto. Além disso, os turistas passam por uma medição de temperatura na hora do desembarque. Caso você ainda tenha dúvidas, basta acessar o site do governo dominicano.

Ruanda

Ruanda, na África, exige um teste negativo para Covid 19 feito há no máximo 72h (o que significa que você tem que ter feito o teste e estar com o resultado negativo com não mais que 3 dias de antecedência antes de pegar seu primeiro voo com destino a Ruanda). Também exige que o viajante preencha um formulário, faça o upload do certificado do teste, e submeta-se a testagem de temperatura na chegada e a um segundo teste de coronavírus na chegada. Mais informações no site do governo de Ruanda.

Saint Martin

A ilha de St. Maarten e St. Martin, no Caribe, voltou a receber turistas estrangeiros.

Exigências: Teste PCR negativo para Covid-19 emitido até 120h antes do embarque e preenchimento de formulário online.

Samoa

Os voos internacionais para Samoa foram retomados.

Exigências: Bilhetes de ida e volta e permissão de entrada.

Santa Lúcia

Santa Lúcia voltou a receber visitantes na ilha em 4 de junho. A ilha caribenha está exigindo que os hotéis atendam a vários protocolos de segurança, como medidas de limpeza e aplicação do distanciamento social.

Exigências: É necessário apresentar teste PCR negativo de Covid-19 realizado dentro de 48 horas antes do embarque. O uso de máscara é obrigatório e as autoridades de saúde podem verificar a temperatura nos passageiros na chegada.

São Tomé e Príncipe

Essa ilha da África aceita brasileiros desde que eles tenham teste negativo para covid (PCR) feito há no máximo 72h antes do embarque.

São Vicente e Granadinas

Essas ilhas do Caribe também são mais um dos países abertos para brasileiros. Para visitar, o turista precisa ter um teste negativo para a Covid-19 realizado até 5 dias antes do embarque. Além disso, é preciso preencher um formulário sobre o seu estado de saúde antes de passar pela imigração.

Santa Lúcia

Para visitar Santa Lúcia, no Caribe, é preciso apresentar um teste PCR negativo para o novo coronavírus feito até uma semana antes do começo da viagem. Além disso, os turistas precisam preencher um formulário online antes de embarcar. Na chegada, todos os passageiros serão avaliados fisicamente e terão a temperatura medida.

Serra Leoa

Para entrar em Serra Leoa, na África, é preciso preencher um formulário eletrônico antes da viagem e desembarcar com um laudo que comprove que um exame PCR para covid-19 deu negativo há no máximo 72h. Também é preciso pagar previamente por um novo exame de PCR que será feito no desembarque no país.

Também haverá medição de temperatura na chegada ao aeroporto. Mais informações na fanpage do Ministério da Informação e da Comunicação de de Serra Leoa.

Sérvia

A Sérvia suspendeu todas as restrições para os turistas no dia 22 de maio. Não há qualquer exigência para os brasileiros visitarem o país, que também não pede visto de entrada.

Sudão

Os voos internacionais para o Sudão foram retomados.

Exigências: Apresentar teste PCR negativo de Covid-19 realizado dentro de 96h antes da chegada, em árabe ou inglês.

Tanzânia

A Tanzânia é um dos países abertos para brasileiros desde o começo de julho. Todos os turistas precisam passar por uma avaliação médica na chegada e se submeter a uma quarentena, mas não há informações sobre o tempo necessário de isolamento. Além disso, os viajantes precisam preencher um formulário sobre o estado de saúde e apresentar o documento na imigração.

Togo

Os voos internacionais para o Togo foram retomados.

Exigências: Apresentar teste PCR negativo de Covid-19 realizado dentro de 5 dias antes da partida e preenchimentos online do Formulário de Viajante.

Turks e Caicos

Essas ilhas do Caribe foram reabertas no dia 22 de julho. Todos os turistas precisam preencher uma autorização de viagem 72 horas antes do embarque e apresentar o documento na imigração. O documento está no site do bureau de turismo das ilhas. Além disso, é preciso apresentar um resultado negativo de um teste para o novo coronavírus. Mesmo assim, todos os visitantes são avaliados na chegada e precisam fazer um isolamento por 14 dias.

Turquia

Em julho, a Turquia proibiu a entrada de pessoas de alguns países africanos, mas segue sendo um dos países abertos para brasileiros. Para visitar o país, é preciso apenas passar por uma avaliação médica na chegada. A Turquia não exige vistos para turistas brasileiros.

Ucrânia

Brasileiros que chegarem na Ucrânia sem um PCR negativo para Covid emitido no máximo 48h antes da chegada estão sujeitos a quarentena. Além disso, os brasileiros precisam ter um seguro viagem para cobrir qualquer despesa médica. Todos os detalhes estão no site Visit Ukraine.

Uganda

Passageiros que não apresentarem teste negativo para covid emitido há no máximo 72h da partida para o país terão que fazer um PCR na chegada. Os passageiros estão sujeitos a quarentena.

Zâmbia

Localizada na África, a Zâmbia aceita brasileiros desde apresentem teste PCR negativo feito há no máximo 14 dias antes da chegada. Na chegada, eles terão que preencher um formulário de saúde.

Zimbábue

O Zimbábue retomou os voos internacionais e já está recebendo visitantes.

Exigências: Teste PCR negativo para Covid-19 obtido até 48 horas antes do embarque.




Você também vai gostar

Comente com o seu perfil do Facebook:

Sem Comentários

Comentários