Por que as pessoas usam preto em funerais? - We Fashion Trends
Comportamento Curiosidades

Por que as pessoas usam preto em funerais?

6 de outubro de 2022

Por que as pessoas usam preto em funerais

Por que as pessoas usam preto em funerais: Por muito tempo, escolher o que vestir em um funeral era uma formalidade em todos os sentidos: algo formal e preto era a única opção adequada. Essa etiqueta relaxou nos últimos anos, mas ainda é preferida em alguns funerais.

Então, por que as pessoas usam preto em funerais? Há quanto tempo a tradição existe? E quando você ainda deve usar preto para um funeral?

Por que as pessoas usam preto em funerais

A rainha e seu príncipe

Voltando milênios, muitos historiadores traçam a tradição mais antiga de usar preto em funerais até o Império Romano. Os cidadãos de lá marcavam a morte de uma pessoa trocando sua toga normalmente branca por uma preta. Mas acredita-se que a tradição mais recente de usar preto em funerais, pelo menos no Reino Unido, tenha sido inspirada na rainha Vitória. A monarca foi uma espécie de ícone de estilo durante seu reinado, e as pessoas tomaram nota cuidadosa de suas escolhas de guarda-roupa, muitas vezes escolhendo copiá-las.

Quando seu amado marido, o príncipe Albert, morreu em 1861, a rainha Vitória vestiu preto no funeral e continuou a usar véus de luto pretos pelos 40 anos restantes de sua vida. (Na verdade, ela nunca mais usou a coroa, porque não queria tirar o véu.) Então, muitas pessoas imitaram a rainha Vitória vestindo preto para funerais, bem como durante longos períodos de luto por meses, às vezes anos, após a morte de um ente querido.

Da moda à regra

Desde sua origem no século XIX de pessoas simplesmente copiando o estilo de sua rainha, a tradição de usar preto em funerais se tornou tão difundida que se tornou uma regra de etiqueta. Até meados do século XX, sua escolha de vestido de funeral foi talvez melhor resumida pelo famoso comentário do pioneiro automotivo Henry Ford sobre as opções de cores disponíveis para os compradores de seu carro Modelo T: “Você pode ter qualquer cor, desde que seja preto.” Mas usar preto também traz benefícios práticos em um funeral.

Por que as pessoas usam preto em funerais? Eufemismo

Algumas pessoas continuam a usar preto em funerais por razões de ‘usar algo seguro’. O estilista Karl Lagerfeld disse uma vez sobre os vestidos pretos: “nunca se está vestido demais ou mal vestido”, e isso se aplica à maioria das roupas pretas formais. Ele percorre uma linha tênue entre deixar claro que você levou a ocasião a sério e “tentou”, sem correr o risco de ser visto ofuscando alguém por tentar demais. Este é um ato de equilíbrio que muitos de nós experimentamos ao escolher o que vestir para um casamento também!

O fato de um funeral ser muitas vezes uma ocasião delicada, torna ainda mais desejável em muitos casos evitar ofender ou desaprovar. Além da política de pares, impor um ‘uniforme’ em um funeral pode ter o simples efeito de focar a atenção na tarefa em mãos, ou seja, lembrar de um ente querido. Se a escolha da roupa for predeterminada, há menos distração para as pessoas antes, durante ou depois do culto. Há também os funerais, que simplesmente têm um ar mais formal do que outros, como os funerais de estado ou oficiais. É provável que o preto continue sendo usado em ocasiões como essas.

Luz no final do guarda-roupa?

Os funerais em todo o Reino Unido estão se tornando mais coloridos. Isso reflete em parte uma sociedade cada vez mais multicultural; no hinduísmo, por exemplo, o branco é, na verdade, a escolha tradicional de cor para usar em um funeral.
O centro de bem-estar online com sede na Índia, Yajnamuc, explica: “O branco deriva seu significado da luz do sol e da lua. Representa a pureza da alma e nosso desejo de orar pela Moksha (iluminação) da alma que partiu. O branco reflete todas as outras cores e energias, então, em um funeral, usar branco evita efeitos nocivos ao refletir as más energias ao nosso redor.

Também está associado à paz e respeito, então usar branco pode representar respeito para com o falecido e seus entes queridos. É calmo, pacífico e dá uma sensação aos olhos de conforto.” Longe do ritual religioso, a sociedade de hoje encoraja um maior senso de individualismo do que nunca. Os funerais hoje em dia às vezes podem ser mais uma expressão pessoal do além-túmulo, de alguém que prefere ser celebrado do que lamentado. Por exemplo, uma pesquisa recente da Co-Op Funeralcare  descobriu que mais de um quinto (22%) dos entrevistados gostaria que os enlutados usassem cores vivas.

Teria sido bastante impensável no mundo conservador da década de 1950, na Grã-Bretanha, comparecer a um funeral vestido como um personagem de um filme de Hollywood, ou mesmo tocar rock ‘n roll no culto. Considerando que hoje em dia não é incomum ver enlutados ouvindo The Clash, vestidos com roupas casuais coloridas, ou mesmo fantasias como personagens de Star Wars (é certo que uma roupa de Darth Vader pode ser vista como uma escolha formal de cor preta).

As escolhas de trajes funerários mais extravagantes ainda às vezes são manchetes de jornais. Mas isso geralmente é por curiosidade, até admiração, e não pelo tipo de indignação moral que poderia ter recebido esse tipo de vestido no passado. Em essência, reinventamos os funerais como o que quisermos que sejam.
E, à medida que melhoramos como sociedade em falar sobre morte, morrer e luto – e reconhecendo que a experiência de cada um dessas coisas é única – isso parece uma coisa positiva.




Você também vai gostar

Comente com o seu perfil do Facebook:

Sem Comentários

Comentários

ROUPAS FEMININAS QUE ERAM DE HOMENS