Acessórios Curiosidades Saúde Saúde da Mulher

PROTESTE descobre que cinco marcas de folheados a ouro podem fazer mal a saúde

6 de abril de 2017

joias folheadas a ouro fazem mal a saude veja as marcas

A PROTESTE – Associação de Defesa do Consumidor – testou algumas marcas de folheado para avaliar se elas se enquadram nos padrões mínimos de qualidade.

Foram escolhidos produtos, principalmente anéis, das seguintes marcas: Morana, Rommanel, My Gloss, Naka, 18K, Gaya, Plínio Joias, Osher King Box e Shalon Joias.

Das nove folheadas que passaram por avaliação, seis possuem substância tóxica em sua composição e uma não pode ser classificada como folheado.

De acordo com a Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) para um produto ser considerado folheado, ele precisa ter, pelo menos, 2 milésimos de ouro fino em sua massa total.

Cádmio é uma substância sabidamente tóxica, que pode prejudicar a saúde de quem tem contato com elemento, além de possuir elevada persistência ambiental. Por isso, em janeiro de 2016 o INMETRO determinou seu desuso, e agora a norma se encontra em período de adaptação. Foi encontrado o material em cinco marcas: Rommanel, Naka, Gaya, Osher King Box e Shalon Joias. A marca Gloss possui o elemento presente em seu substrato.



Conforme mostra a tabela a baixo, a quantidade de milésimos de ouro indica a quantidade de ouro que o produto tem em relação a sua massa. Sendo assim, no teste que mede a quantidade de ouro presente nos folheados, apenas a Rommanel foi classificada como F2. As amostras da Plínio Joias não alcançaram o valor mínimo necessário para ser classificado como folheadas, logo, a marca foi eliminada do teste por fraude. As demais foram classificadas com notas mais baixas, por serem classificadas como F1.

PTB167_028029 Joias folheadas.indd

A marcas que se saíram melhor no teste foram a 18K e Morana.

Já as que foram eliminadas do teste, foram os modelos da Plínio joias, Rommanel, My Gloss, Naka, Shalon Joias, Gayas e Osher King Box.

A Portaria 43 de 22 de janeiro de 2016 estabelece limites para a presença de cádmio nas joias folheadas, porém, possui um período muito longo de adaptação, motivo pelo qual vem a PROTESTE requerer que seja antecipado o prazo para que as novas regras entrem em vigor, preservando-se assim a saúde dos consumidores, uma vez que essa substância pode gerar disfunções renais além de ser um agente cancerígeno.



Você também vai gostar

Comente com o seu perfil do Facebook:



2 Comentários

  • Reply Lívia Costa 11 de abril de 2017 at 14:55

    E qual foi a resposta das empresas? Qual o prazo de adaptação dessa portaria?

    • Reply Deisi 11 de abril de 2017 at 15:13

      Tem que ficar acompanhando as notícias, ainda não vi uma resposta das empresas

    Comentários