Roupas digitais, que só podem ser usadas no mundo virtual, estão ganhando popularidade | We Fashion Trends
Comportamento Curiosidades Moda Tecnologia Tendência

Roupas digitais, que só podem ser usadas no mundo virtual, estão ganhando popularidade

28 de abril de 2021

Imagine o seguinte: você está navegando online e uma jaqueta de repente chama sua atenção. Metálico, com reflexos de verde limão; é diferente de tudo que você já viu antes. Depois de alguns minutos olhando você decide comprá-lo. Em vez de vê-lo pessoalmente, porém, você fornece uma foto sua e a mesma imagem é enviada de volta com sua jaqueta recém-comprada editada para você.

Sim, você leu certo. Você nunca vai tocar nessa jaqueta, ou experimentá-la, mas pode usá-la ‘digitalmente. Isso pode soar como a premissa de um episódio do Black Mirror, mas, isso já é uma realidade e diversas marcas de luxo internacionais estão lançando suas coleções acessíveis para ser usadas apenas digitalmente.

A indústria da moda foi atingida por esta crise ainda mais do que outras indústrias: ficar presa em casa apagou totalmente a necessidade de comprar roupas novas e compartilhar roupas da moda.

Porém, se o sistema de moda, caracterizado por um alto grau de criatividade e permeabilidade, há décadas influencia e é influenciado por fenômenos culturais, sociais e econômicos, esperamos que o que acontecerá nos próximos meses seja algo disruptivo e nunca visto antes.

O fenômeno mais relevante que estamos testemunhando hoje, acelerado pela pandemia, é o surgimento da Moda Digital e do Vestuário RA.

Moda digital e Vestuário RA

A transformação digital da indústria da moda chegou muito mais tarde em comparação com outras indústrias. Os valores da tradição e herança das marcas, os valores materiais e estéticos das peças de vestuário há muito geram uma percepção do “ digital ” em oposição ao “físico”.

Criar roupas digitais como parte de uma experiência de imersão digital tem sido certamente uma das soluções mais relevantes oferecidas pelas marcas. Graças às tecnologias emergentes, você pode ter todas as melhores e mais recentes tendências da moda em seu armário. Quer dizer, seu armário virtual.

Roupas digitais estão ganhando popularidade

Na vida real, você poderia ter um guarda-roupa cápsula minimalista. Enquanto isso, nas redes sociais, seu eu digital pode ser expressivo com centenas de novos itens de roupa. Resumindo, você obtém o melhor dos dois mundos.

Marcas que têm roupas e acessórios digitais

Carlings: lançou sua primeira coleção apenas digital em novembro passado. Intitulada ‘Neo-Ex’, a coleção foi inspirada em videogames como Tekken, e apresentava um casaco de pele de crocodilo amarelo brilhante, polainas de látex azul cobertas com impressão de código de computador e um visor preto estampado com o slogan ‘Eat The Glitch’.

Gucci: a marca lançou o Virtual 25, um inusitado modelo de tênis totalmente digital. O item pode ser adquirido no aplicativo da grife italiana por “modestos” US$ 12 e é o resultado de uma parceria da com a Wanna, empresa de moda especializada no marketing em realidade aumentada. Entretanto, as curiosidades não param por aí: o produto é apenas um entre os muitos disponíveis na categoria.

Dressx: Uma plataforma / loja virtual só com roupas e moda digital.

Armários digitais : vista-se virtualmente

Os clientes podem comprar roupas digitais que serão usadas por eles próprios nas redes sociais, pense em um filtro do Instagram, por exemplo. Estamos falando de realidade aumentada: digital aplicada ao mundo real

A ideia é compartilhar nossa roupa preferida em nossos canais sociais, comprando roupas virtuais. É fato que em alguns casos os clientes compram roupas para compartilhar seu look no mundo virtual. Então, por que não comprá-los virtuais em primeiro lugar?

Uma forma mais sustentável de moda?

O Fashion Technology Accelerator sempre impulsionou o conceito de sustentabilidade na indústria da moda e do luxo. Essa abordagem digital também pode ser uma forma de reduzir o incrível aumento do consumo de moda e a constante superprodução que esta indústria enfrenta? 

Considerando que às vezes comprar roupas da moda é a resposta para a necessidade de gratificação instantânea e em média vestimos as mesmas roupas 7 vezes, provavelmente criar um guardaroupa híbrido com um mix de roupas digitais fast fashion e roupas físicas de alta qualidade e duradouras poderia ser uma solução.




Você também vai gostar

Comente com o seu perfil do Facebook:

Sem Comentários

Comentários

COMO FAZER O AUTOEXAME DAS MAMAS