Slow Travel: o que é e como fazer para viajar sem pressa. DICAS AQUI | We Fashion Trends
Viagem

Slow Travel: o que é e como fazer para viajar sem pressa. DICAS AQUI

17 de janeiro de 2020

slow-travel-como-fazer-viagens-mais-lentas

Em um mundo hiperativo, as viagens nos convidam a desacelerar. Uma ode à lentidão, “viagens lentas”, ou slow travel, chama os turistas a tomar seu tempo e saborear sua experiência. Verde e sustentável, esse modo de viagem está ganhando cada vez mais seguidores. Aqui estão 5 dicas fáceis de aplicar para viagens lentas.

“slow travel” ou “viagem lenta” não é nova, mas é mais amplamente espalhado nos últimos anos. Especialmente porque nosso estilo de vida hiperconectado e agitado leva os viajantes a desacelerar e aproveitar melhor o seu tempo. Essa tendência, derivada do ” movimento lento “, é o oposto completo da corrida para atividades e pontos turísticos. É uma imersão real na vida local do país que promove a experiência humana, minimizando o impacto ecológico.

Como viajar no estilo Slow Travel

Alugue mais

Em um mundo onde tudo está sempre indo mais rápido, as viagens lentas convidam você a tomar o seu tempo. A ideia é aproveitar o local em vez de marcar o máximo de pontos possível para ver em uma lista de tarefas. E para descobrir melhor a cultura de um país, é melhor não ter pressa. Sinta a vida local e fique várias noites no mesmo lugar. O objetivo? Faça menos, mas melhor. Confie em reuniões e experiências, em vez de buscar desempenho. E então, viajar em um ritmo mais suave também é mais econômico. O aluguel de acomodações de longo prazo geralmente oferece um pequeno desconto no preço total da estadia.

Troque o avião pelo ônibus ou trem

viagem lenta permite que você realmente mergulhe na atmosfera do lugar, descubra lugares, cheiros e sons, é um estado de espírito, uma ode à lentidão. Não se trata, portanto, de consumir uma sucessão de lugares e viagens em ritmo frenético. Melhor reservar um tempo para ir de um lugar para outro, perdendo ainda mais algumas horas de transporte. Para aproveitar a viagem lenta, opte pelo trem ou ônibus. Esses modos de viagem confortáveis permitem admirar as paisagens que passam e apreciá-las. Pense também em modos de transporte “lentos”, como andar de bicicleta ou a pé, sempre que possível, e evite o avião e o carro o máximo possível.

slow-travel-como-fazer

Programar (quase) nada

Para saborear cada segundo de sua viagem, deixe espaço para improvisação. Planeje sua estadia ao mínimo e evite sobrecarregar sua programação de passeios e atividades de todos os tipos. Esqueça os guias turísticos e organize seu programa de acordo com as atrações. Se você está acostumado a planejar, provavelmente terá medo de perder alguma coisa. Também falamos de “FOMO” (medo de perder) entre os millennials. Para tentar desacelerar, diga a si mesmo que, de qualquer maneira, você sempre sentirá falta de alguma coisa! Mantenha alguma espontaneidade, interaja com os habitantes locais e aceite o inesperado, que às vezes traz surpresas.

slow-travel-o-que-e

Se desligar

Faça logout para se reconectar com a natureza e o presente. Entre Instagram, Twitter, Facebook e WhatsApp, nossa vida diária é governada por redes e telas. Em viagens lentas, esqueça seus e-mails, suas fotos do Insta (que você terá tempo de sobra para postar quando voltar) e desligue o telefone. Agora é a hora de fazer uma desintoxicação digital e aproveitar ao máximo as férias lentas. Em vez disso, você pode manter um diário de viagem para manter memórias indeléveis.

como-fazer-slow-travel

Troque com os locais

Para viajar de maneira diferente e adotar o espírito de viagem lenta, conheça os locais. Modele seu estilo de vida com o dos habitantes locais para absorver a atmosfera e os costumes do lugar. Não basta “visitar”, tem que viver o destino. Para isso, participe da vida social, indo a lugares menos turísticos, aprendendo a língua do país, conversando com os comerciantes … Peça conselhos aos moradores para suas visitas. É incrivelmente mais gratificante. Algumas plataformas, como Workaway e HelpX, permitem o voluntariado em troca de acomodação e alimentação.

Fique com os habitantes locais, em pequenas casas de hóspedes, almoce no restaurante local, passeie pelos mercados dos agricultores para encontrar suas memórias. Ao consumir do local, você participa da economia do país e também deve economizar dinheiro, evitando armadilhas para turistas.

VEJA MAIS:

pinterest

slow-travel-como-fazer-dicas




Você também vai gostar

Comente com o seu perfil do Facebook:

Sem Comentários

Comentários