Esmaltes Unhas

A unha francesinha está de volta: cinco formas de inovar a nail art

22 de maio de 2018

unha-francesinha

A unha francesinha caiu em desuso nos Ultimo tempos, porém, ela está de volta mais moderna do que nunca. Dizem que as unhas francesas já existem desde o século 18. Começaram na França numa época de ascensão do iluminismo, da busca pelo prazer e a liberdade individual. Mas tornou-se mesmo popular em todo o mundo graças ao maquiador de Hollywood Jeff Pink, que levou as unhas francesas para as atrizes dos filmes norte-americanos.

aproveitando que as unhas francesinhas estando ganhando popularizada novamente, separamos 5 modelos super atuais para você inovar na francesinha.

5 modelos de unhas francesinhas

1. Clássico

unha-francesinha-clássica

Unhas com as pontas brancas e base rosada num tom natural. As unhas francesas tradicionais não falham e combinam com tudo. Para deixar as mãos mais modernas, uma das opções é usar as unhas mais curtas ou num formato arredondado.

2. Linha fina

francesinha-com-linha-preta

Uma versão mais minimalista das unhas francesas tradicionais. É basicamente uma linha preta traçada no lugar da tradicional branca. Fácil e moderno.

3. Linha dupla

francesinha-moderna-linha-dupla

É uma abordagem atualizada da unha francesa clássica. Basta adicionar uma linha branca a marcar a linha próxima à cutícula, com um leve arredondado.

4. Degradê

francesinha-em-degradê

Nesta proposta a linha branca não é assim tão marcada e transforma-se suavemente no tom transparente da base. Para conseguir o efeito, uma dica é usar uma esponja de maquiagem e aplicar o esmalte com batidinhas.

5. Francesinha invertida

unha-francesinha-invertida

A versão da unha francesa invertida tem a linha marcada mais próxima das cutículas. Além de inverter o lado da linha, também pode trocar as cores e usar tons mais escuros, como o preto.

Ainda não acabou

O esmalte preferido da Rainha Elizabeth II

Continue com a gente

WeFashionTrends Pinterest



Você também vai gostar

Comente com o seu perfil do Facebook:



Sem Comentários

Comentários